VACINAÇÃO

João Campos quer que empresas do Recife liberem trabalhadores para tomar vacina contra covid-19

"Quem for tomar vacina contra covid-19 no Recife deve ser liberado do trabalho no turno do agendamento, sem prejuízo da remuneração", disse o prefeito

Mirella Araújo
Mirella Araújo
Publicado em 02/07/2021 às 15:14
Notícia
MARCOS PASTICH/PCR
O prefeito João Campos afirmou que os servidores públicos já tem direito a liberação - FOTO: MARCOS PASTICH/PCR
Leitura:

Matéria atualizada às 16h03

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), anunciou através das suas redes sociais, nesta sexta-feira (2), a assinatura do Decreto Municipal 34.694, recomendando aos empregadores do setor privado a liberação dos funcionários e colaboradores no turno em que haja o agendamento da vacinação para imunização contra covid-19. De acordo com o gestor, a iniciativa já é prevista no serviço público sem prejuízo da remuneração.

A medida visa também acelerar a vacinação, considerada principal ação de combate à pandemia de covid-19, e se ampara em dispositivos legais que consideram infração sanitária à legislação federal dificultar a execução de medidas sanitárias para prevenir doenças transmissíveis e sua disseminação (Lei nº 6.437).

“Quem for tomar vacina contra covid-19 no Recife deve ser liberado do trabalho no turno do agendamento, sem prejuízo da remuneração. Assinei um decreto com essa recomendação para empregadores do setor privado. No serviço público, esse direito já é assegurado. Vacina é prioridade!”, afirmou João Campos.


De acordo com a última atualização do vacinômetro, no dia 30 de junho, a capital pernambucana havia vacinado 649.245 pessoas,. No mesmo dia, a Prefeitura do Recife havia anunciado a diminuição da faixa etária da vacinação contra a covid-19 para os trabalhadores da indústria e da construção civil.

Os profissionais das duas categorias a partir dos 38 anos já podem agendar a imunização, através do Conecta Recife. Anteriormente, a capital pernambucana estava imunizando os trabalhadores da indústria e construção civil a partir dos 40 anos. 

Para ter acesso à vacinação, a população deve realizar o cadastro e o agendamento através do site conectarecife.recife.pe.gov.br ou do app Conecta Recife, que está disponível gratuitamente na PlayStore, para Android, e AppStore, para quem utiliza o sistema iOS. Nesta mesma plataforma, estão listados os grupos aptos a tomar a vacina e os documentos que precisam ser anexados durante o cadastro e apresentados no dia da vacinação.

Os centros de vacinação estão localizadas na Unicap (Boa Vista), na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), em Dois Irmãos; Parque de Exposição de Animais, no Cordeiro; na Unidade de Cuidados Integrais (UCIS) Guilherme Abath, no Hipódromo; Compaz Ariano Suassuna, no Cordeiro; Ginásio Geraldão, na Imbiribeira; Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), na Tamarineira; Parque da Macaxeira, na Macaxeira; UPA-E do Ibura. Na próxima segunda (5), entrará em funcionamento o centro da UniNassau, nas Graças.

Já os drive-thrus, que permitem atendimento sem sair do veículo, estão localizados no Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), na Tamarineira; Parque de Exposição de Animais, no Cordeiro; Fórum Ministro Artur Marinho - Justiça Federal de Pernambuco (Avenida Recife), no Jiquiá; Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), em Dois Irmãos; Juizados Especiais do Recife, na Imbiribeira; Parque da Macaxeira, na Macaxeira; Geraldão, na Imbiribeira; Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), na Cidade Universitária; Tribunal Regional Federal da 5ª Região, no Bairro do Recife; BIG Bompreço de Boa Viagem, BIG Bompreço de Casa Forte, Unicap (Boa Vista) e Carrefour (Torre).

TRASMISSÃO

O Governo de Pernambuco, divulgou nesta sexta-feira (2), que a taxa de transmissão da covid-19 se mantém abaixo de 1 há 21 dias, segundo dados do grupo Covid-19 Analytics - formado por pesquisadores de diversas áreas da Pontifícia Universidade Católica (PUC) do Rio de Janeiro.

O Rt de Pernambuco está em 0,77, o segundo menor índice do País, atrás apenas de Sergipe (0,74), e dentro de patamares considerados de controle da pandemia. Essa taxa indica que cada grupo de 100 pessoas contaminadas pode transmitir o novo coronavírus para outras 80, em uma progressão decrescente.

Além do Covid-19 Analytics, outros institutos também apontam para uma redução do Rt em Pernambuco. Nas análises do site EpiForecast, da London School of Hygiene & Tropical Medicine (Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres), e do Instituto para Redução de Riscos e Desastres de Pernambuco (IRRD), a taxa de transmissão no Estado está, atualmente, em 0,79, informa o Executivo estadual. 

Essa taxa estima a velocidade de propagação de um vírus dentro de determinadas condições, expressando a aceleração, controle ou supressão do contágio. Quanto mais alto o valor, maior a velocidade de transmissão e maior o risco de uma possível sobrecarga no sistema de saúde. Em março, quando os casos do novo coronavírus voltaram a acelerar em Pernambuco, o Rt do Estado passou de 1,2. Ou seja, cada grupo de 100 infectados tinha potencial para contaminar outras 120 pessoas, em uma progressão crescente.

“Esses dados nos dão maior segurança para avançar no Plano de Convivência. Mas reforço que, mesmo colhendo bons resultados agora, o vírus permanece entre nós. Para continuar avançando na retomada de atividades sociais e econômicas precisamos manter os cuidados e cumprir com afinco os protocolos de cada setor. Ninguém quer dar passos para trás, como tivemos que fazer em outros momentos. Por isso, precisamos de um esforço a mais de todos, com o cuidado necessário. Só com cada um fazendo a sua parte iremos manter o vírus sob controle, ao mesmo tempo em que avançamos com a vacinação da população”, ressaltou o secretário estadual de Saúde, André Longo, durante coletiva de imprensa do Governo de Pernambuco, nesta sexta-feira.

 

 

Comentários

Últimas notícias