Investigação

Delegado revela o que motivou assassinato de MC Boco do Borel durante show em Serrambi, Ipojuca

Executor do crime tinha ordem de atuar apenas quando o MC subisse ao palco, de acordo com a polícia

Ana Maria Miranda
Cadastrado por
Ana Maria Miranda
Publicado em 07/02/2022 às 13:04
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Paulo Roberto Gonçalves Cavalcanti, o MC Boco do Borel, foi assassinado em 26 de dezembro de 2021 - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Leitura:

O delegado Marcos de Castro, da 14ª Delegacia de Polícia de Homicídios, revelou nesta segunda-feira (7) a motivação do assassinato de Paulo Roberto Gonçalves Cavalcanti, 34 anos, conhecido como MC Boco do Borel. O cantor foi morto no dia 26 de dezembro de 2021, no momento em que faria um show em Serrambi, praia de Ipojuca (PE).

"A motivação do delito foi disputa de poder entre facções criminosas. O MC Boco, como todo mundo sabe, foi preso em 2020 após ser flagrado na posse de mais de meio quilo de pasta base [de cocaína], ele estava cumprindo prisão preventiva num presídio aqui no Estado e foi solto há dois meses do ocorrido. Durante a permanência dele no presídio, ele se enturmou com uma facção e essa facção é rival à facção do local onde ele foi realizar o show, então ao realizar o show em Serrambi, ele se tornou um alvo fácil dessa facção e acabou sendo executado", explicou.

Nesse domingo (6), a polícia efetuou a prisão de um homem suspeito de ter sido o autor dos disparos. Ele foi detido ao sair de uma festa em Porto de Galinhas, também em Ipojuca. Segundo o delegado, o mandante do crime teria sido o líder da facção criminosa. O delegado não descarta a participação de outras pessoas no homicídio, que podem ter fornecido a arma e prestado auxílio na fuga do autor dos disparos, por exemplo.

"A gente recebeu a informação de que esse executor estava no local do evento horas antes do ocorrido, só que ele tinha a ordem expressa de atuar apenas quando o MC subisse ao palco e iniciasse a apresentação. Assim que o MC subiu ao palco, apareceu esse indivíduo e efetuou vários disparos de arma de fogo nele", completou o delegado. MC Boco chegou a ser levado até uma Unidade de Pronto Atendimento em Serrambi, mas não resistiu e morreu.

O mandado de prisão temporária do suspeito, expedido pelo juízo da Vara Criminal da Comarca de Ipojuca, foi cumprido pela Divisão de Homicídios Metropolitana Sul. A equipe foi coordenada pelos delegados Marcos de Castro e Claudio Neto, e teve o assessoramento da Inteligência da PCPE. O caso segue sob investigação.

MC Boco do Borel era um dos grandes nomes do brega pernambucano. Em 2007, ele formou uma dupla com Sheldon Férrer, também conhecido como MC Sheldon. Sheldon e Boco, inclusive, foi uma das duplas responsáveis por popularizar o bregafunk em Pernambuco.

 

Comentários

Últimas notícias