VIOLÊNCIA

Cabo de Santo Agostinho registra pelo menos seis homicídios no fim de semana

Nos quatro primeiros meses do ano, os homicídios na cidade cresceram 37,25% em relação ao ano passado

Ana Maria Miranda
Cadastrado por
Ana Maria Miranda
Publicado em 23/05/2022 às 9:30 | Atualizado em 23/05/2022 às 20:30
BETO DLC/TV JORNAL
Cabo de Santo Agostinho tem aumento no número de homicídios em 2022 - FOTO: BETO DLC/TV JORNAL
Leitura:

O último fim de semana foi violento no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. Pelo menos seis pessoas foram assassinadas no município. As informações são da TV Jornal.

Na madrugada do sábado (21), na Cidade Garapu, Luís Fernando Nascimento dos Santos, 19 anos, foi morto em casa. Ele foi atingido por quatro tiros.

Outros dois homicídios aconteceram no bairro da Charnequinha. José Francisco da Silva, 56 anos, foi morto a facadas na casa em que morava, na tarde do sábado. Já Silvano José de Araújo foi morto com nove tiros, no mesmo dia, à noite.

No centro do Cabo, no domingo (22), ocorreu um duplo homicídio. As vítimas foram Guilherme de Albuquerque de Oliveira da Silva, 22, e Leonardo José do Nascimento, 41.

No bairro da Cohab, dois irmãos foram atingidos por disparos de arma de fogo. Eles foram socorridos por policiais militares para o Hospital Mendo Sampaio.

O mais velho, identificado como José Robson de Lima da Silva, 24, não resistiu e morreu. O irmão dele, de 17 anos, foi transferido para o Hospital da Restauração.

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga os casos.

Incêndio criminoso em restaurante

Além dos crimes de morte, um incêndio criminoso na praia de Gaibu também chamou a atenção dos moradores do Cabo.

Câmeras de segurança do estabelecimento registraram o momento em que um homem usando um chapéu entrou com um recipiente de gasolina e derramou o combustível pelo local.

Em pouco tempo, as chamas se espalharam, e houve correria entre os funcionários. O incêndio foi considerado de médias proporções; ninguém ficou ferido.

Homicídios em alta no Cabo

ARTES/JC
Raio-x do Cabo de Santo Agostinho_wEB - ARTES/JC

Os assassinatos seguem em alta no Cabo de Santo Agostinho. Nos primeiros quatro meses de 2022, a polícia já somou 70 homicídios no município. No mesmo período de 2021, foram 51 registros. O aumento é de 37,25%. 

De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), 30 pessoas foram mortas em janeiro deste ano. Foi o mês mais violento do município desde o início de 2004, quando os números começaram a ser somados pela pasta.

No ano passado, houve 178 vítimas - uma média de um homicídio a cada dois dias.

Últimas notícias