Governador de SP

Coronavírus: Doria defende Caiado, chama Bolsonaro de irresponsável e pede que ele esqueça briga política

Em coletiva nesta quarta-feira (25), o Governador de São Paulo diz que coronavírus não é "uma gripezinha", como afirmou o presidente

Gabriela Carvalho
Gabriela Carvalho
Publicado em 25/03/2020 às 13:03
Notícia
Reprodução
Governador de São Paulo, João Doria mostrou seu teste, que deu negativo, do coronavírus - FOTO: Reprodução
Leitura:

Em pronunciamento feito nesta quarta-feira (25), o Governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou uma reunião na tarde de hoje com os 27 governadores, sem Jair Bolsonaro, a quem desafiou a mostrar seu exame negativo de teste para coronavírus.

>> Bolsonaro e Doria trocam farpas em reunião sobre coronavírus: "Saia do palanque"

>> 'Fique com a ciência. Se isto lhe custar o ministério, paciência', aconselha primo deputado a Mandetta

Doria mostrou a contraprova de teste que fez para o coronavírus e alfinetou dizendo que "São Paulo mostra informação, não esconde informação", segurando seus exames negativos.

O governador do estado paulista ainda alfinetou o presidente Jair Bolsoaro ao responder pergunta sobre não estar em quarentena após ter contato direto com Coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus, David Uip, que testou positivo para covid-19.

>> Em cadeia nacional, Bolsonaro reabre guerra com imprensa e critica gestores estaduais por isolamento do coronavírus

"Respeito a pergunta, mas lamento a forma como foi colocada. Você não está falando com um governador irresponsável ou que minimiza os efeitos dessa grave crise. Não há necessidade de quarentena. Fizemos o que tínhamos que fazer: o teste. Aqui, em São Paulo, temos responsabilidade, comando e sabemos o que estamos fazendo", disse.

Doria, que é apontado como possível candidato à Presidência em 2022, falou sobre o pronunciamento feito pelo presidente Jair Bolsonaro nesta terça-feira (24) e aconselhou que Bolsonaro liderasse o País.

"Lidere seu país, Jair Bolsonaro, lidere seu povo, não transforme isso em uma luta política, em uma disputa eleitoral", disse o governador de São Paulo.

Antes da coletiva, Doria e Bolsonaro tiveram um embate acalorado durante reunião dos governadores do Sudeste com o presidente.

>> Governador de Pernambuco diz que discurso de Bolsonaro "comprova que Brasil está sem comando"

Além disso, Doria elogiou Ronaldo Caiado, Governador de Goiás, pela “postura correta em defesa da vida”. 

"Gostaria de cumprimentar meu colega Ronaldo Caiado pela postura, firmeza e decisão correta que ele acaba de apresentar em uma comunicação à imprensa e seus seguidores, no Twitter, em defesa da vida. Governador Caiado, do estado de Goiás, é médico e nessa condição sabe que é preciso sempre proteger a vida das pessoas".

Hoje, Caiado rompeu com o governo Bolsonaro. Governador disse que não tem mais diálogo com o governo do presidente. "Não tem mais diálogo com este homem. As coisas têm que ter um ponto final ", afirmou Caiado.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias