covid-19

Bolsonaro ridiculariza imprensa no Palácio da Alvorada, 'não estão com medo do coronavírus?'

Devido a pandemia do coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro questionou o motivo da imprensa estar no Palácio da Alvorada

Alice Albuquerque
Alice Albuquerque
Publicado em 26/03/2020 às 13:31
Notícia
SERGIO LIMA/AFP
cloroquina vem sendo defendida pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) como principal bandeira de seu governo no combate à pandemia - FOTO: SERGIO LIMA/AFP
Leitura:

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ridicularizou os repórteres que estavam reunidos na porta do Palácio da Alvorada na manhã desta quinta-feira (26), cumprindo o dever de informar a sociedade, principalmente em tempos de pandemia do novo coronavírus (covid-19). Apoiadores do presidente também estavam no Palácio.

>> Em cadeia nacional, Bolsonaro reabre guerra com imprensa e critica gestores estaduais por isolamento do coronavírus

>> Em live, Bolsonaro diz que falará com ministro da Saúde para propor isolamento do coronavírus apenas para idosos

No vídeo postado no twitter do deputado federal e filho do presidente, Eduardo Bolsonaro (sem partido), o chefe de Estado pediu atenção ao “povo do Brasil”. “Esse pessoal diz que eu estou errado e vocês têm que ficar em casa. Agora, eu pergunto: o que vocês estão fazendo aqui? Não estão com medo do coronavírus não?”, ridicularizou. Enquanto o presidente satirizava a imprensa, uma das apoiadoras que também estavam no Palácio respondia: "Eu não estou (com medo do coronavírus), presidente. E eles não têm medo porque conhecem a verdade". O vídeo não mostra se Bolsonaro concedeu entrevista à imprensa presente.

Na última terça-feira (24), em pronunciamento feito em rede nacional, Bolsonaro atacou a imprensa afirmando que, no começo da pandemia, os meios de comunicação foram "na contramão", causando a sensação de pavor na população acerca do coronavírus. O presidente, que subestima a pandemia e coloca o covid-19 como uma "gripezinha" e "resfriadinho", também se mostrou contrário a quarentena para a prevenção do coronavírus.

Também contrário a quarentena e ao isolamento social, o senador e filho do presidente, Flávio Bolsonaro, realizou uma enquete no Twitter "o que é pior, coronavírus ou caos social?". E com 61.1% dos 165.935 votos, a opção "coronavírus" venceu. "Caos social" teve 38.9% dos votos.

 >> Contrário ao isolamento, Flávio Bolsonaro faz enquete nas redes sociais e vê seguidores mais preocupados com o coronavírus

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias