teste positivo

Além de Paulo Câmara em Pernambuco, outros quatro governadores contraíram coronavírus

Governadores do Rio de Janeiro, Pará, Alagoas e Roraima também testaram positivo para a covid-19

Manuela Figuerêdo
Manuela Figuerêdo
Publicado em 19/05/2020 às 8:15
Notícia
Heudes Regis /SEI
Governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), confirmou teste positivo para o novo coronavírus - FOTO: Heudes Regis /SEI
Leitura:

Na noite da última segunda-feira (18), o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), anunciou, através das redes sociais, que testou positivo para o novo coronavírus. "Agora, no início da noite, recebi o exame e ele deu positivo. Vou iniciar, então, o isolamento rígido, tomar todas as precauções necessárias e seguir todas as orientações médicas", afirmou em vídeo. Entretanto, Câmara não foi o único governador que testou positivo. Além dele, também foram diagnosticados com a doença Wilson Witzel (PSC), do Rio de Janeiro; Helder Barbalho (MDB), do Pará; Renan Filho (MDB), de Alagoas e, no mesmo dia em que o governador pernambucano confirmou o diagnóstico, Antonio Denarium (PSL), de Roraima, também testou positivo. Todos informaram o diagnóstico pelas redes sociais.

Wilson Witzel (PSC)

Sendo o primeiro governador a contrair a doença, Wilson Witzel informou pelas suas redes sociais, no dia 14 de abril, que tinha testado positivo para a covid-19. O chefe do executivo do Rio de Janeiro não havia se sentido bem nos dias anteriores e decidiu fazer o teste.

"Tive febre, dor de garganta, perda de olfato e graças a Deus estou me sentindo bem e continuarei trabalhando aqui do Palácio Laranjeiras, mantendo as restrições e recomendações médicas, e tenho certeza de que vou superar mais essa dificuldade", disse Witzel.

Helder Barbalho (MDB)

Na noite do mesmo dia em que Witzel confirmou o teste positivo, o governador paraense também divulgou em suas redes que tinha sido diagnosticado com o novo coronavírus. Helder Barbalho afirmou que parte de sua equipe contraiu a doença e, após um primeiro exame negativo, recebeu um resultado positivo para o segundo teste nesta terça. Ainda, disse ser assintomático e divulgou uma cópia do exame.

"Quero aproveitar para pedir para você: fique em casa. Esse vírus é extremamente contagioso. Ele não escolhe idade, classe social. Todo mundo está exposto e pode pegá-lo. Por isso faço o apelo, fique em casa e vamos juntos vencer o coronavírus. Quem ama cuida e quem cuida fique em casa", disse Barbalho durante o vídeo.

Renan Filho (MDB)

Já no dia 25 de abril, foi a vez do governador de Alagoas, Renan Filho, informar que tinha testado positivo para a covid-19. Ele já havia feito o teste para o coronavírus no dia 18 de abril, depois que o secretário estadual da Fazenda descobriu que havia sido infectado. Na ocasião, o resultado foi negativo.

"Quem está na linha de frente: médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde, precisam de ainda mais cuidados. Os que estão na gestão do AL contra o Covid-19 também", alertou em rede social.

Antonio Denarium (PSL)

Defensor das políticas de enfrentamento à pandemia de Jair Bolsonaro (sem partido), Antonio Denarium, governador de Roraima, também informou que contraiu a doença na segunda-feira (18). O político afirmou ter acordado com um pouco de febre e tosse e ao realizar o exame, confirmou o diagnóstico.

“Hoje, segunda-feira, dia 18 de maio de 2020, amanheci sintomático, um pouquinho de febre, um pouquinho de tosse, uns sintomas leves e testei positivo no covid-19, no coronavírus”, disse em vídeo publicado. O governador afirmou que seguirá trabalhando de casa e que cumprirá quarentena.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias