EleiçõesSJCC

Solidariedade permanece na Frente Popular do Recife e apoiará pré-candidatura de João Campos

O partido espera que o PSB também sacramente a aliança em apoio a reeleição do prefeito de Olinda, professor Lupércio (SDD)

JC
JC
Publicado em 05/09/2020 às 20:43
Notícia

Luis Macedo /Câmara dos Deputados
Vice-presidente nacional do Solidariedade, o deputado Augusto Coutinho, afirmou que o partido pretende lançar 27 candidatos a prefeito em Pernambuco, nestas eleições. - FOTO: Luis Macedo /Câmara dos Deputados
Leitura:

.
Eleições 2020 - .

O partido Solidariedade (SD), apesar de ainda não ter feito nenhum ato oficial, irá permanecer na Frente Popular do Recife e apoiará a pré-candidatura do deputado federal João Campos. Segundo o vice-presidente nacional do partido, o deputado federal Augusto Coutinho, essa decisão seria natural já que o Solidariedade faz parte da base de apoio do governo Paulo Câmara (PSB), apoiou o prefeito Geraldo Julio, e ocupa espaços nas gestões.

>> PSTU oficializa candidatura de Claudia Ribeiro à Prefeitura do Recife em convenção partidária

>> Roberto Jefferson proíbe PTB de fazer alianças com o PSDB e DEM, mas decisão não muda apoio do partido a pré-candidatura de Mendonça Filho

>>  PSB define data da convenção que oficializará a candidatura de João Campos à Prefeitura do Recife

O gesto de sinalização de apoio também é esperado em Olinda, onde o Solidariedade está trabalhando pela reeleição do prefeito Professor Lupércio. “É lógico que esperamos um gesto recíproco e já venho dizendo isso. Esperamos que exista esse compromisso e que o apoio do PSB seja sacramentado”, declarou Coutinho.

O PSB de Olinda chegou a lançar a pré-candidatura do economista e ex-vereador Pedro Mendes, mas uma intervenção no diretório municipal, acabou rifando a postulação. Sem candidatura própria, também havia um desenho que pudesse favorecer a postulação do pré-candidato a prefeito, o deputado estadual João Paulo (PCdoB).

Segundo a coluna Cena Política, mesmo sendo aliados históricos, o PCdoB e o PSB negociaram anteriormente o posicionamento dos partidos tanto em relação ao Recife quanto a Olinda. Neste caso, os socialistas devem sacramentar o apoio a reeleição de Lupércio, enquanto João Paulo intensifica sua agenda na cidade sem citar o possível apoio dos socialistas por lá.

A convenção partidária do Solidariedade será no dia 16 de setembro - prazo limite para a homologação das candidaturas. No entanto, Augusto Coutinho afirmou que há previsão de uma reunião para formalizar o apoio ao pré-candidato João Campos, como têm sido feito por outros partidos, até o momento. “Ainda não chegamos a combinar nada”, afirmou o deputado federal.

O Solidariedade deve lançar 27 candidatos a prefeito no Estado. Em relação ao Recife, Augusto Coutinho disse que a legenda espera eleger quatro candidatos a vereador - nesta legislatura, a sigla só possui um representante na Câmara dos Vereadores, o parlamentar Rodrigo Coutinho.

FRENTE POPULAR

Com o indicativo do Solidariedade, João Campos possuirá nove partidos em sua base de apoio para disputar a pleito municipal - PSB, Republicanos, PV, MDB, PROS, Avante, PCdoB, PSD. Nesta sexta-feira (4), o PCdoB oficializou a aliança com Campos, em uma reunião na sede estadual do partido que contou com a presença da vice-governadora Luciana Santos e do vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira.

"É muito importante contar com o apoio e a confiança de um partido com posições muito firmes e sempre em defesa da população. O PCdoB tem uma atuação muito forte e destacada no campo nacional e, historicamente, vem desempenhando um papel importante na Frente do Recife, com muitos serviços prestados ao nosso povo", afirmou João Campos, na ocasião.

“Não tenho dúvida de que João Campos tem talento, capacidade política e a empatia necessária para representar esse projeto. Foi o deputado federal mais votado, já na sua primeira disputa, é estudioso, dedicado e trabalhador, revelando que é alguém que assume esses compromissos não só na retórica, mas na prática. Viva a Frente Popular do Recife!", declarou Luciana Santos, que é presidente nacional do PCdoB.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias