Eleição municipal

Entre as propostas para o Recife, Patrícia Domingos quer reviver a Decasp; entenda

Em transmissão ao vivo, a delegada ainda disse ser a ''candidata lisa'' da campanha e reafirmou a ideia de romper com o Grande Recife Consórcio de Transporte

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 24/09/2020 às 22:15
Notícia

Tiago Calazans/Divulgação
Patrícia Domingos, candidata a prefeita do Recife - FOTO: Tiago Calazans/Divulgação
Leitura:

Candidata à Prefeitura do Recife, Patrícia Domingos (Podemos) realizou uma transmissão ao vivo, na noite desta quinta-feira (24), para falar um pouco de sua vida, da aliança com o Cidadania, de Daniel Coelho, e apontar alguns pontos de seu plano de governo para a capital pernambucana. Durante a live, que foi feita no Instagram, Patrícia adiantou uma de suas principais propostas: reviver a delegacia de Combate à Corrupção (Decasp) em formato de um departamento dentro da Prefeitura do Recife. Os detalhes sobre a proposta ainda devem ser informados.

Patrícia era a delegada titular da Delegacia de Crimes contra a Administração e Serviços Públicos (Decasp) e, desde 2018, tece críticas à decisão de Paulo Câmara (PSB) de extinguir a delegacia e substituí-la pelo Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco). Inclusive, na tarde desta quinta-feira, Patrícia foi notificada pela Corregedoria da Secretaria de Defesa Social do Estado (SDS-PE) a esclarecer declarações de fevereiro deste ano, quando ela disse que o fechamento da antiga Decasp "interrompeu um importante trabalho de combate à corrupção” no Estado. A postulante disse ser um desrespeito a notificação em meio à campanha eleitoral e disse que não aceitaria intimidação.

Confira a conversa entre Patrícia e Daniel:

Na conversa com Daniel, ela retomou o assunto e disse que não vai admitir que interfiram em sua liberdade de expressão. "Entrei na política pelo estado caótico das coisas e o fechamento da Decasp foi uma dessas coisas. Prendemos empresários e políticos corruptos, que desviaram milhões de reais e a delegacia foi fechada. Falei sobre isso em fevereiro, não é vontade de fazer carreira na política, não esperem 30 anos de Patrícia na política. Entro para ajudar minha cidade e vou ficar o tempo necessário, não é por salário, tenho meu salário de delegada. Não fiz crítica a quem quer que seja, narrei fatos e, agora, fui surpreendida e o que está dito vou repetir, se está incomodando, segurem, vou incomodar", disse.

Grande Recife

Além do novo departamento na Prefeitura, Patrícia reafirmou o desejo ter a gestão do transporte entre os bairros do Recife sendo de total autonomia da cidade e não do Grande Recife Consórcio de Transporte. "Nossa ideia é a saída do consórcio e que a prefeitura tenha autonomia no transporte municipal. É uma prestação de serviço, o usuário deve ter dignidade para se locomover, não é possível que a pessoa passe duas horas pra ir e mais duas para voltar do trabalho. É inadmissível perder o tempo para descansar, tempo do lazer estando num ônibus lotado, quente, sem segurança. E quando pensamos no consórcio, a quem ele beneficia? Ao passageiro ou a quem presta o serviço? Quem utiliza não é beneficiado. Além disso, o consórcio tem um conselho com 24 votos e só dois são do Recife, mas 50% do transporte é no Recife. Essa conta está errada. Vamos quebrar essa caixa preta, vamos gerir o transporte e vai ganhar a licitação quem ofertar a melhor condição de transporte aos usuários", afirmou.

Ela ainda alfinetou a gestão de Geraldo Julio (PSB), afirmando que a cidade está sendo maquiada para a campanha. Por fim, Daniel pediu que os apoiadores reforcem a campanha de Patrícia, principalmente, nas redes sociais, visto que o tempo de TV da chapa deve ser menor do que o de coligações maiores. "Com muito orgulho sou a candidata lisa e vamos mostrar que não se faz eleição com dinheiro, se faz com ideias", disse a candidata.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte.

Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Comentários

Últimas notícias