Vacinação

Delegada Patrícia entra com ação para que a Prefeitura do Recife divulgue a lista dos vacinados contra covid-19

Patrícia se baseou em notícias recentes de pessoas que se vacinaram em Pernambuco e que não fazem parte dos grupos prioritários

Cássio Oliveira
Cássio Oliveira
Publicado em 25/01/2021 às 9:17
Notícia
MATHEUS SCIAMANA/ESTADÃO CONTEÚDO
Imunização contra o coronavírus deve respeitar grupos prioritários - FOTO: MATHEUS SCIAMANA/ESTADÃO CONTEÚDO
Leitura:

Atualizada às 15h34 de 25 de janeiro de 2021*

A delegada Patrícia Domingos (Podemos), que faz oposição ao PSB e disputou o cargo de prefeita do Recife, deu entrada em um Mandado de Segurança na 4ª Vara da Fazenda Pública da Capital, pedindo que a Prefeitura do Recife seja obrigada a fornecer listagem das pessoas já vacinadas e a comprovação de que estas faziam parte do grupo prioritário do Plano Nacional de Imunização contra o novo coronavírus (covid-19). A ação foi tomada em conjunto com o presidente da ONG Fiscaliza Brasil, Thiago Lira.

>> Vacinação de arquiteta em Hospital de Referência à Covid-19 no Recife gera polêmica

>> Secretário explica vacinação de arquiteta e de outros profissionais que não são da área de saúde

>> Fotógrafo "fura fila" da vacina contra a covid-19 em Jupi, interior de Pernambuco; SES vai pedir investigação

Segundo Patrícia, a ação visa dar transparência ao processo de vacinação, já que em Pernambuco foram noticiados diversos casos de suspeitas de pessoas "furando a fila" da vacinação. "A ação também questiona a reserva de vacinas pra indígenas, moradores de terras indígenas, no Recife, onde, segundo a Fundaj, não existe nenhuma área considerada terra indígena", diz a delegada em material enviado a imprensa.

Agora, a Justiça vai analisar o mandado e determinar ou não que a Prefeitura divulgue esta lista. “A população da nossa cidade deve ser tratada com responsabilidade e respeito. Nós vamos manter nosso trabalho de fiscalização para impedir que o povo pague a conta do mau uso da máquina pública”, destacou Patrícia, que relembrou a compra de respiradores pela Prefeitura do Recife, que foi alvo de operações policiais durante a pandemia. Durante sua campanha, Patrícia criticou o episódio por diversas vezes e também ao fato de os respiradores terem sido testados em porcos.

*A reportagem procurou a Prefeitura do Recife em busca de um posicionamento sobre o assunto, mas não houve resposta até a última atualização desta matéria. O JC segue aberto a posicionamentos, caso a prefeitura se pronuncie. 

Confira o mandado de segurança impetrado:

Comentários

Últimas notícias