Eleições 2022

''Petrolina é o Pernambuco que dá certo'', diz Miguel Coelho, cotado para concorrer ao governo do Estado

Prefeito tem evitado se colocar como pré-candidato, mas diz ser ''gratificante e motivador'' ser lembrado como exemplo de bom gestor

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 25/01/2021 às 12:48
Notícia
FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Miguel Coelho (MDB), prefeito de Petrolina - FOTO: FILIPE JORDÃO/JC IMAGEM
Leitura:

Cotado por aliados para concorrer ao governo de Pernambuco em 2022, o prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (MDB), afirmou no último domingo (24) ser "gratificante e motivador ser reconhecido como exemplo para Pernambuco". A afirmação do gestor foi feita na sua conta no Instagram, em um post onde ele compartilha um artigo do historiador Diego Lagedo intitulado "Gestão exitosa credencia Miguel para governo de PE".

No texto, Lagedo diz que o desempenho do prefeito "o gabarita" para disputar o pleito do próximo ano e relembra que, em 2020, o emedebista "teve a maior votação proporcional do Nordeste dentre as cidades com mais de cem mil habitantes, alcançando 76% dos votos". O autor cita, ainda, uma série de ações desenvolvidas pela gestão de Miguel em Petrolina nas mais diversas áreas, como educação, infraestrutura e saúde, por exemplo.

>> Em Pernambuco, grupo de oposição ainda não tem estratégia para enfrentar o PSB nas urnas em 2022

>> No Twitter, Daniel Coelho promete voltar às urnas em 2022 ''para um desafio maior''

>> ''Eu não terei alinhamento com nenhum partido bolsonarista", diz Armando Monteiro sobre futuro partidário

>> Após conversa de André Ferreira com Bolsonaro, expectativa é que PSC ganhe novo protagonismo no governo

"O nosso foco é trabalhar por Petrolina e os nossos esforços estão voltados para a vacinação da população e a preservação de vidas, conciliados com a continuidade do desenvolvimento da cidade, mas não deixa de ser gratificante e motivador ser reconhecido como exemplo para Pernambuco, mostrando que é possível obter importantes resultados quando se trabalha com bons propósitos, com união, ao lado das pessoas e tendo como objetivo melhorar a vida delas", afirmou o prefeito, que tem evitado se colocar como pré-candidato.

No texto, o gestor ainda repete uma fala que já disse em outras oportunidades, de que tem o desejo de ver "o surgimento de outras Petrolinas" em todo o Estado. "Petrolina seguirá avançando, pois é o Pernambuco que dá certo, e sendo cada vez mais reconhecida e destacada por todos, poderá inspirar o surgimento de muitas outras Petrolinas por todo o nosso estado. Vamos vencer juntos!!", pontuou.

OPOSIÇÃO

Ao lado dos aliados Raquel Lyra (PSDB), prefeita de Caruaru, e Anderson Ferreira (PL), prefeito de Jaboatão dos Guararapes, Miguel Coelho é um dos nomes mais citados no grupo de centro-direita que atualmente faz oposição ao governo estadual para disputar o Palácio do Campo das Princesas em 2022. Caso tenha a intenção de concorrer, o gestor emedebista, que é filho do senador Fernando Bezerra Coelho (MDB), terá que convencer o seu partido a romper com o PSB ou mudar de sigla.

Jarbas Vasconcelos, cacique maior do MDB em Pernambuco, é um dos principais aliados dos socialistas no Estado e já travou uma briga homérica com FBC no passado quando o parlamentar tentou arrastar o partido para a oposição. Na época, após uma longa batalha judicial, ficou decidido que o comando do MDB seguiria nas mãos do grupo de Jarbas, representado pelo presidente estadual da legenda, Raul Henry.

Comentários

Últimas notícias