Encontro

De olho em 2022, Lula encontra Fernando Henrique Cardoso e fala em ''descaso'' do governo Bolsonaro

Lula admitiu que vai disputar as eleições no próximo ano

Cássio Oliveira
Cadastrado por
Cássio Oliveira
Publicado em 21/05/2021 às 11:53 | Atualizado em 21/05/2021 às 12:22
DIVULGAÇÃO
FHC e Lula se aproximaram ao longo deste ano - FOTO: DIVULGAÇÃO
Leitura:

Após uma troca de afagos nas redes sociais, os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) se encontraram para um almoço nessa quinta-feira (20), mas a reunião só foi divulgada na manhã desta sexta-feira (21), por Lula, em sua conta no Twitter.

De acordo com a publicação do petista, o encontro foi organizado pelo ex-ministro Nelson Jobim. “Os ex-presidentes tiveram uma longa conversa sobre o Brasil, sobre nossa democracia, e o descaso do governo Bolsonaro no enfrentamento da pandemia“. Lula já admitiu que vai disputar as eleições no próximo ano e vem realizando encontros com políticos de centro.

Na última semana, FHC afirmou que votaria em Lula na eleição de 2022, caso não haja um candidato de centro no segundo turno. “Vão inventar que Lula é isso ou aquilo. Já votei no Lula. Difícil que Lula seja representante da terceira via, embora ele, na alma, seja isso. Ele simboliza e tem eco“, afirmou em entrevista ao jornal Valor Econômico, divulgada no dia 14. 

>> Pesquisa mostra que maioria dos brasileiros não quer votar em Bolsonaro nem em Lula nas eleições de 2022

>> Acredito muito na possibilidade de o PSB estar com a gente, diz Humberto Costa

>> Bolsonaro participa de manifestação pró-governo promovida por agricultores e religiosos em Brasília

>> Para o PSB, candidatura posta por Lula ainda não define o cenário eleitoral para 2022

>> Sem partido, Bolsonaro larga atrás de Lula nas negociações e preocupa 'Centrão'

Lula, por sua vez, agradeceu e elogiou seu antecessor na Presidência da República. “Eu gostei da entrevista do FHC. Sempre tivemos uma disputa civilizada. Ele me conhece bem, conhece o Bolsonaro. Fico feliz que ele tenha dito que votaria em mim e eu faria o mesmo se fosse o contrário. Ele sempre foi um intelectual e sabe que não dá pra inventar uma candidatura”, disse Lula à Rádio Folha.

Hoje, tanto Fernando Henrique quanto Lula fazem críticas ao governo Jair Bolsonaro. Na entrevista ao Valor, FHC afirmou que Bolsonaro representa um futuro que não tem seu “entusiasmo“. As declarações fizeram com que Bolsonaro atacasse o tucano. “Esse FHC que está dizendo agora que vai votar no Lula, cara de pau”, disse Bolsonaro em sua live semanal.

Lados opostos 

O PT de Lula e o PSDB de FHC se enfrentaram em segundos turnos desde 2002 até 2018, quando Bolsonaro ocupou o espaço à direita, polarizou com o PT e foi ao segundo turno contra Fernando Haddad (PT), deixando o PSDB de fora da disputa.

O clima de acirramento entre as siglas aumentou em 2014, quando os tucanos chegaram a pedir ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que verificasse a lisura do processo que elegeu Dilma Rousseff. Em seguida, os parlamentares do PSDB votaram no impeachment da petista, distanciando, ainda mais, os partidos. 

Em abril de 2020, FHC afirmou que Lula teria 'matado' a esquerda no Brasil, em entrevista ao portal Uol. “Eu conheci o Lula tosco, hoje ele não é mais tosco. Ele aprendeu. Mas o Lula passou. O que ele representava, não representa mais“, afirmou na ocasião. Também em 2020, Lula se negou a participar de um debate com FHC e o ex-presidente Michel Temer. De acordo com a Folha de S.Paulo, o petista dizia a interlocutores que os políticos não eram democratas.

Comentários

Últimas notícias