Concentradores

Após ministros tirarem foto com aparelho entregue pelo Governo de Pernambuco, prefeito de Santa Cruz do Capibaribe nega que houve simulação

Gilson Machado (Turismo) postou foto nas redes sociais ao lado de Marcelo Queiroga (Saúde) e a secretária de Saúde de Santa Cruz com um concentrador de oxigênio e afirmou que tratavam-se de respiradores enviados pelo governo Bolsonaro

Luisa Farias
Luisa Farias
Publicado em 01/06/2021 às 10:10
Notícia
Reprodução/Instagram
Gilson Machato Neto postou foto ao lado do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga e da secretária de Saúde de Santa Cruz do Capibaribe, Lívia Borba, com os concentradores de oxigênio enviados pelo Governo de Pernambuco - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste de Pernambuco, Fabio Aragão (PP), classificou como um "mal entendido" a repercussão de uma foto dos ministros da Saúde, Marcelo Queiroga, e do Turismo, Gilson Machado Neto, informando a entrega de equipamentos de oxigênio ao município pelo governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) quando, na verdade, os aparelhos tinham sido providenciados pelo governo estadual. Os ministros vieram a Pernambuco no último final de semana e visitaram, além de Santa Cruz, os municípios de Toritama, Lajedo, Garanhuns e Bezerros, também no agreste pernambucano.

O prefeito negou que tenha havido uma simulação. "Eu acho que na verdade está tendo um mal entendido, não houve simulação. Nós recebemos os concentradores e soubemos através do ministro que iam mandar concentradores também. Eles (ministros) pediram para ver, nós mostramos e eles tiraram uma foto, mas eu não acho que haja má fé de nenhuma das partes, acho que o momento é de união, o nosso inimigo é o vírus", afirmou o prefeito Fábio Aragão em entrevista ao programa Passando a Limpo da Rádio Jornal na manhã desta terça-feira (1º).

Na segunda-feira (31), o ministro Gilson Machado postou uma foto nas suas redes sociais ao lado de Marcelo Queiroga e da secretária de Saúde de Santa Cruz do Capibaribe, Lívia Borba, segurando um concentrador de oxigênio. Na legenda da foto, ele informa que foi até o município "para fazer mais uma entrega de respiradores enviados pelo Governo do Presidente @jairmessiasbolsonaro para o povo do agreste pernambucano".

Os equipamentos da foto, porém, haviam sido entregues pelo Governo de Pernambuco na semana passada. A informação da entrega foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE). De acordo com a pasta, foram enviados 149 concentradores de oxigênio para 44 municípios pernambucos, sendo 29 deles no Agreste. Santa Cruz recebeu cinco unidades.

"O governo do estado mandou os concentradores, a gente recebeu cinco e pelo que o ministro disse vai chegar mais concentradores para Santa Cruz. A gente está aguardando para ajudar no consumo do oxigênio. É o que eu entendo disso tudo que todo mundo quer ajudar e contribuir com a cidade", explicou Fábio Aragão. 

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) informou que havia solicitado apoio do Ministério da Saúde para encaminhar 500 concentradores de oxigênio, mil cilindros de oxigênio, testes de antígeno e também reforço na investigação genômica, já que há suspeitas de uma nova variante da covid-19 circulando na região Agreste. "Contudo, até o momento, além do anúncio de pouco mais de 140 concentradores, que só deverão chegar em Pernambuco no dia 10 de junho, não houve retorno das solicitações", diz a pasta na nota. 

Leia a íntegra da nota da SES-PE

"A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informa o Governo de Pernambuco monitora, de forma permanente, por meio do Gabinete de Enfrentamento à Covid-19, os indicadores da Covid-19 no Estado. Nas últimas semanas, foi identificada uma nova aceleração nos casos, que motivou novas medidas restritivas, principalmente no Agreste pernambucano, que vive seu pior momento desde o início da pandemia.

A SES-PE tem mantido contato permanente com os municípios pernambucanos e prestado o devido apoio. Durante a semana passada, diante da gravidade da situação, o Governo de Pernambuco enviou 149 concentradores para os municípios do interior, inclusive cinco para o município de Santa Cruz do Capibaribe. Além disso, montou uma central de fornecimento de oxigênio para socorrer emergencialmente as unidades de saúde das prefeituras. A unidade emergencial, que está trabalhando no regime 24h por dia, já abasteceu, até às 10h desta segunda-feira (31), 583 cilindros de oxigênio de 35 cidades pernambucanas, garantindo o atendimento aos pacientes com a Covid-19 em unidades municipais de saúde.

Diante da gravidade da situação no Agreste, o Governo de Pernambuco solicitou apoio ao Ministério da Saúde, no início da semana, para o enfrentamento da Pandemia no Estado, com o encaminhamento de 500 concentradores, 1 mil cilindros de oxigênio, além de testes de antígeno e reforço na investigação genômica no Estado. Contudo, até o momento, além do anúncio de pouco mais de 140 concentradores, que só deverão chegar em Pernambuco no dia 10 de junho, não houve retorno das solicitações". 

Comentários

Últimas notícias