Entrevista

Para Sileno Guedes, Geraldo Julio é 'o melhor nome' do PSB para disputar o Governo de Pernambuco em 2022

A declaração do presidente do PSB-PE foi dada na manhã desta quarta-feira (23), em entrevista à rádio CBN Caruaru

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 23/06/2021 às 15:15
Notícia
DIVULGAÇÃO/PSB
PSB Ex-prefeito tem enfrentado resistência de aliados para ser candidato - FOTO: DIVULGAÇÃO/PSB
Leitura:

Uma semana após o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Geraldo Julio (PSB), afirmar ao Blog de Jamildo que não é candidato a governador, o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, disse que o ex-prefeito do Recife é "o melhor nome" para representar o partido nas urnas em 2022. A declaração de Sileno foi dada na manhã desta quarta-feira (23), em entrevista à rádio CBN Caruaru.

"O melhor nome, o melhor quadro, o nome da militância do PSB, o que consegue reunir a política da Frente Popular é o nome de Geraldo. Mas isso será colocado no momento certo. Ainda vamos conhecer como vai ficar a legislação eleitoral para vagas de deputados federais e estaduais", declarou o dirigente partidário.

Na ocasião, Sileno acrescentou que, neste momento, Geraldo está empenhado em exercer as suas funções como auxiliar do governador Paulo Câmara (PSB), mas que isso não retira dele as credenciais para disputar o governo estadual. "Agora é momento de resolver a questão das pessoas do Estado e é isso que norteia o pensamento do ex-prefeito Geraldo Julio (...). (Geraldo) Será a nossa carta para discutir a sucessão da Frente Popular", cravou.

>> Geraldo Julio pode não ser o candidato do PSB ao governo em 2022. Aliados se queixam e querem nome alternativo

>> Lançar nomes no PSB contra Geraldo Julio é parte da estratégia de aliados querendo vaga pro Senado

>> 'Opinião todo mundo pode ter', diz Sileno Guedes sobre críticas de aliados a Geraldo Julio

>> Em Pernambuco, João Campos resiste a aliança com PT; enquanto Geraldo Julio tem postura mais pragmática

Questionado sobre as conversas que têm ocorrido nacionalmente entre o PSB e outros partidos de centro-esquerda, como o PT e o PDT, Sileno afirmou que o momento, um ano pré-eleitoral, deve ser utilizado justamente para a promoção do diálogo entre as mais diferentes legendas. "Ano que não tem eleição é ano do diálogo. É o que o PSB está fazendo. A nossa relação no Brasil e, principalmente aqui, com o PDT é uma relação histórica, de muita parceria. Agora é inegável, diante do projeto nacional, a liderança que o presidente Lula exerce entre as demais forças da esquerda. É importante que os partidos se unam para construir uma eleição que todos nós queremos, de mudar o rumo do Brasil", observou.

Geraldo

No último dia 16, Geraldo Julio encaminhou uma nota ao Blog de Jamildo esclarecendo que não é candidato a governador e afirmando que a sucessão de Paulo Câmara será liderada pelo próprio governador. No meio político comenta-se que o nome do secretário não é bem recebido pela totalidade das lideranças que compõem a Frente Popular, fato que tem feito com que muitos deles comecem a defender outros nomes para o posto, como o do secretário da Casa Civil, José Neto, ou o do secretário da Fazenda, Décio Padilha.

Confira abaixo a nota completa do secretário Geraldo Julio:

"O Blog tem publicado com alguma frequência que o meu nome estaria cotado para disputar o Governo do Estado pela Frente Popular no próximo ano. Gostaria de esclarecer que, conforme declarei em entrevista dada ao Diario de Pernambuco em 26 de abril, eu não sou candidato a governador. Reafirmo essa decisão. Na entrevista eu mencionei que assim como Eduardo Campos liderou a Frente Popular na sua sucessão e eu liderei na minha, em 2022 quem lidera a Frente Popular é o Governador Paulo Câmara."

Comentários

Últimas notícias