POLÍCIA FEDERAL

Vídeo: veja o momento em que ex-ministro da Educação Milton Ribeiro é levado pela PF

O ministro, que comandava a pasta no governo de Jair Bolsonaro, foi preso pela Polícia Federal, às 7h47 desta quarta.

Bruno Vinicius
Cadastrado por
Bruno Vinicius
Publicado em 22/06/2022 às 16:50
ISAC NÓBREGA/PR
Milton Ribeiro foi levado à Superintendência da Polícia Federal do Distrito Federal para prestar depoimento - FOTO: ISAC NÓBREGA/PR
Leitura:

Um vídeo com imagens internas do condomínio mostra o momento em que o ex-ministro da Educação Milton Ribeiro foi preso em Santos, no litoral de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (22). O ministro, que comandava a pasta no governo de Jair Bolsonaro, foi preso pela Polícia Federal, às 7h47 desta quarta

 

Durante a manhã, a PF disse que foram cumpridos 13 mandados de busca e apreensão e 5 prisões nos Estados de Goiás, São Paulo, Pará, além do Distrito Federal. Além de Milton, pastores suspeitos de montar um gabinete paralelo para liberação de verbas dentro do MEC são alvos da operação.

A operação, segundo a polícia, é "destinada a investigar a prática de tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, vinculado ao Ministério da Educação".

"O crime de tráfico de influência tem pena prevista de 2 a 5 anos de reclusão. São investigados também fatos tipificados como crime de corrupção passiva (2 a 12 anos de reclusão), prevaricação (3 meses a 1 ano de detenção) e advocacia administrativa (1 a 3 meses)", disse a nota da Polícia Federal.

Quem são os pastores envolvidos no escândalo do MEC?

Uma investigação do jornal O Estado de S. Paulo indicou que os pastores Gilmar Santos e Arilton Moura estiveram mais de 100 vezes na sede e no prédio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) durante o governo Jair Bolsonaro.

Dirigente da Assembleia de Deus Ministério Cristo para Todos, o pastor Gilmar Santos, de 62 anos, tem uma trajetória religiosa de 38 anos. Casado com a também pastora Raimunda Santos (conhecida como Raimundinha), ele ficou conhecido por "fazer grandes milagres", de acordo com a sua biografia. Há relatos de conversão para a igreja de 1 mil pessoas em uma noite de culto com um público de 80 mil em São Luís do Maranhão.

Já o pastor Arilton Moura não é tão atuante nas redes sociais. Ele tem uma longa trajetória política, ocupando diferentes cargos. De acordo com o Estadão, ele foi secretário extraordinário para Integração de Ações Comunitárias no governo Simão Jatene, no Pará, em 2018. Ele também foi presidente estadual do antigo PHS, hoje Podemos, no estado do Norte.

Comentários

Últimas notícias