CIBERBUYLLING

Walkyria Santos viaja para Brasília para pedir lei em nome do filho morto, Lucas

Lucas Santos, o filho da cantora, faleceu aos 16 anos após sofrer ataques de ódio

Samantha Oliveira
Samantha Oliveira
Publicado em 10/08/2021 às 11:59 | Atualizado em 10/08/2021 às 11:59
Reprodução/Instagram @walkyriasantosoficial
A cantora Walkyria Santos - FOTO: Reprodução/Instagram @walkyriasantosoficial
Leitura:

A cantora de forró Walkyria Santos foi até Brasília para conversar com os parlamentares do Congresso Nacional. O motivo foi para pedir a aprovação de uma lei contra o ciberbullying, que vitimou o filho da artista aos 16 anos.

LEIA TAMBÉM: Carmo Dalla Vecchia abre o jogo sobre ter se assumido gay e fala sobre homofobia

Na última semana, o jovem Lucas Santos foi encontrado morto dentro de casa após ser alvo de ataques homofóbicos no TikTok. Ele havia publicado um vídeo de brincadeira com os amigos, mas recebeu comentários de ódio.

No Instagram, Walkyria Santos apelou para os seguidores marcarem os deputados federais na publicação, afim de que eles fiquem cientes da "Lei Lucas Santos".

"Hoje faz sete dias que perdi meu anjo. Meu príncipe. Mas não quero chorar. Hoje não vai ser dia de choro não. Hoje vai ser dia de luta e vitória. Cheguei em Brasília, estou em Brasília", escreveu a cantora.

Walkyria Santos ainda classificou a iniciativa como "caráter de urgência", já que ela não pode salvar o próprio filho, como relatou no texto. "A gente precisa parar com isso. A gente precisa parar essas pessoas que usam a internet para o mal", disse ainda.

LEIA TAMBÉM: Filho mais velho de Walkyria Santos fala sobre morte do irmão, Lucas

Comentários

Últimas notícias