CONFIRA

Cabeleireiro de famosos é acusado de assédio moral e sexual

Bruno Dantte tem clientes como Samara Felippo, Cacau Protásio e Vanessa da Mata

Ana Anjos
Ana Anjos
Publicado em 10/08/2021 às 14:37 | Atualizado em 16/08/2021 às 13:42
Divulgação
Bruno Dantte - FOTO: Divulgação
Leitura:

Bruno Dantte, conhecido por ser especialista em cabelos cacheados e crespos, é acusado de assédio moral e sexual por diversas mulheres nas redes sociais, do seu ambiente de trabalho, clientes atendidas por ele e alunas do curso que ministra. Apesar de muitos depoimentos, ele nega todos.

Tudo começou com outra cabeleireira chamada Pazin. A profissional foi contratada por Bruno Dantte para trabalhar em seu salão. Feliz com o novo trato, a cabeleireira, que morava em São Paulo, logo foi para o Rio de Janeiro, onde fica localizada a loja do acusado de assédio. Mas, a moça ficou apenas três meses, quando foi demitida por não aguentar o assédio.

Com a abertura de Pazim para falar sobre seu caso, diversas outras mulheres se pronunciaram e contaram que passaram por situações parecidas. Muitas mulheres que cruzaram o caminho com o cabeleireiro confessaram que se sentiram intimidadas pelo tratamento recebido. As denúncias foram tantas que viralizou nas redes sociais.

Já as famosas que tratam seus cabelos com Bruno Dantte se pronunciaram sobre o ocorrido. Samara Felippo, por exemplo, usou a live que realizada toda semana para entrar no tema assédio. Ao salvar a transmissão, a moça colocou na legenda: "Assédio não é brincadeira, é humilhante, constrangedor e nos machuca. Homens, precisamos de vocês, que vocês revejam atitudes muitas vezes 'naturais', mas que para nós é desconfortável e muitas vezes causam traumas".

Além disso, ela publicou uma sequência de stories e relatou: "Estou há dois dias digerindo essa bomba que caiu em cima do meu colo também. Apesar de não ter sido vítima, fui vítima de outra forma porque eu não sabia das atitudes desse cabeleireiro do segmento dos cachos, do qual eu confiava. Cedi a minha amizade, carinho, quase uma parceria. Sinto muito pelas vítimas. Não vou passar pano, mas tampouco estou aqui para apedrejar alguém. Essa sociedade está doente e todo mundo erra".

Para finalizar, a atriz contou que é preciso saber se defender ou entender como os homens usam seu poder para manipular "mulheres frágeis". A moça lamentou as indicações que fez e revelou esperar que todas denunciem. "Espero, profundamente, que esse cara aprenda, assim como outros homens que às vezes nem reconhecem que estão praticando assédio e constrangendo uma mulher, a colocando em situação de vulnerabilidade e trauma. Vamos acordar", terminou.

Fabíula Nascimento foi outra celebridade que se pronunciou sobre o caso e prestou apoio às vítimas. Ela confessou que se surpreendeu com as acusações e lembrou que assédio é crime. A atriz também agradeceu ao alerta e à coragem das mulheres. Por fim, publicou um print da tela onde uma pessoa que trabalhava com Bruno Dantte pede para ela retirar uma imagem que a moça aparecia.

Reprodução/Instagram
Print publicado no Instagram de Fabíula Nascimento - Reprodução/Instagram

Já a assessoria do cabeleireiro publicou uma nota oficial. Confira:

"A assessoria de imprensa do empresário e cabeleireiro Bruno Dantte informa que, devido aos últimos acontecimentos, o mesmo optou por afastar-se de suas atividades e empresas por tempo indeterminado até que todos os fatos sejam esclarecidos e cessem os ataques difamatórios que lhe estão sendo indevidamente veiculados nas redes sociais. A assessoria jurídica do empresário já está tomando as medidas cabíveis e necessárias. Bruno deixa registrado que lamenta profundamente o ocorrido e que não compactua com nenhum tipo de comportamento abusivo".

Atualizado no dia 12.8, às 14h06

Comunicado da assessoria de Bruno Dantte

Nesta quinta-feira (12), a assessoria do cabeleireiro acusado de assédio apresentou uma nota oficial sobre o caso. Confira:

"A assessoria de imprensa do empresário e cabeleireiro Bruno Dantte informa que, devido aos últimos acontecimentos, optou por afastar-se de suas atividades e empresas por tempo indeterminado até que todos os fatos sejam devidamente esclarecidos, bem como para que cessem os ataques caluniosos e difamatórios que lhe estão sendo indevidamente atribuídos por meio das redes sociais.

Além disso, cumpre informar que a Sra. Ana Pazian não trabalhou diretamente com Bruno. Ela integrou o time de uma das filiais no Rio de Janeiro durante um período de experiência e, na época, a gerência optou por não seguir com a profissional.

Bruno deixa registrado que lamenta profundamente o ocorrido e jamais compactuou com qualquer tipo de comportamento abusivo no ambiente de trabalho (assédio moral).

Por fim, a assessoria jurídica do empresário está tomando as medidas cabíveis e necessárias."

Comentários

Últimas notícias