POLÊMICA

Após ligação de Whindersson, Leo Picon finalmente reconhece que errou ao se referir a criança como "traficante" no Recife

Influenciador digital de 25 anos estava resistente às críticas

Romero Rafael
Romero Rafael
Publicado em 01/09/2021 às 18:55
Foto: Reprodução/Instagram
O influenciador Leo Picon causou polêmica durante sua passagem pelo Recife - FOTO: Foto: Reprodução/Instagram
Leitura:

O influenciador digital Leo Picon, que estava resistente a pedir desculpas após críticas por ter se referido a uma criança, no Recife, como "traficante", finalmente voltou atrás. Ele reconheceu ter errado somente após uma ligação de Whindersson Nunes, contou.

Para contextualizar: o vídeo foi gravado numa área de periferia do Recife, com Leo Picon se passando por turista. O influenciador, que causa polêmica não pela primeira vez, está inaugurando uma loja na cidade.

"Acabei de receber uma ligação de um cara que eu gosto muito, que é o Whindersson, e a partir da nossa conversa ele pôde me explicar porque a minha brincadeira reverberou tanto", disse Leo Picon, no início de uma sequência de Stories.

"Eu pude entender a ferida em que eu mexi, eu gostaria de pedir desculpas a todos, ao garoto, à família. Estou tentando entrar em contato com eles", continuou. "Eu 'tava' a fim de criar conteúdo, de criar situações engraçadas, e dentro desse contexto essa brincadeira não pegou bem. Num primeiro momento, quis me defender, mas ter tempo pra pensar é muito importante pra tudo na nossa vida, conversar com pessoas também, assim como ele [Whindersson] conversou [comigo]", completou o influenciador de 25 anos.

Na sequência de Stories, Leo Picon relata parecer ter entendido que nem sempre o mais importante é a nossa intenção, e sim o efeito do que fazemos: "Eu me preocupei muito em explicar minhas intenções, mas nem sempre nossos resultados estão alinhados com nossas intenções".

"Gostaria de agradecê-lo [a Whindersson Nunes] demais pela mensagem, pela preocupação e deixar claro, diante de todas as mensagens que eu li, que eu tenho muito carinho, muito respeito por todas as pessoas de todos os lugares do mundo, de todas as formas, de todas as maneiras de se expressar", concluiu.

Teimosia

Mais cedo, após as críticas aos vídeos publicados, Leo Picon insistiu que a sua intenção não foi ruim. "Eu vinha fazendo vários vídeos em espanhol e lidando com o que eu estava vivendo no dia a dia lá, em espanhol, em tom de brincadeira, como se fosse algo voltado à la mafia espanhola porque 'hablar en espanõl es un' estilo de vida. Eu me referi a uma criança como traficante e eu filmei isso. Fiz questão de escrever 'traficante de informação' porque, pô, dentro do contexto todo", explicou-se.


Comentários

Últimas notícias