SAÚDE COLETIVA

Globo comunica aos funcionários que aqueles que não se vacinarem serão demitidos

Emissora estende obrigatoriedade da imunização a estagiários e jovens aprendizes

Romero Rafael
Romero Rafael
Publicado em 01/09/2021 às 21:46
Notícia
@CAZARRE/DIVULGAÇÃO
Juliano Cazarré, ator da TV Globo - FOTO: @CAZARRE/DIVULGAÇÃO
Leitura:

A TV Globo enviou aos seus funcionários um comunicando informando que aqueles que se recusarem a tomar vacina contra a covid-19 serão demitidos. A política da empresa encontra respaldo jurídico visto que a imunização é uma segurança à saúde coletiva; ou seja, de toda a empresa.

"A aplicação das vacinas é uma estratégia eficaz contra a disseminação do vírus e uma forte aliada para proteção de todos", enfatiza a TV Globo, no comunicado, de acordo com o portal UOL que apurou a notícia.

"A vacinação contra a covid-19 passa a ser uma condição obrigatória para todos os colaboradores trabalharem na Globo, incluindo estagiários e jovens aprendizes", diz trecho do comunicado. Apenas as pessoas que não podem tomar a vacina por razões médicas não serão desligadas.

Confira o comunicado na íntegra:

Em mais de um ano de pandemia, temos aprendido a cada dia sobre formas de prevenção e combate à covid-19. E este é um aprendizado contínuo. A partir dele, podemos dizer que a aplicação das vacinas é uma estratégia eficaz contra a disseminação do vírus e uma forte aliada para proteção de todos.

Seguindo o compromisso de contribuir para um ambiente seguro para nossas pessoas, informamos que a vacinação contra a covid-19 passa a ser uma condição obrigatória para todos os colaboradores trabalharem na Globo, incluindo estagiários e jovens aprendizes. Com exceção daqueles que não podem ser vacinados por motivos médicos, a não vacinação poderá resultar no desligamento.

A obrigatoriedade da vacina está em linha com a prática de diversas empresas no mercado atualmente, uma vez que a decisão por não se vacinar impacta o coletivo e coloca em risco a saúde dos outros colaboradores.

Caso Juliano Cazarré

No final de julho, veio à tona a notícia de que o ator Juliano Cazarré se recusara a tomar vacina contra a covid-19. No entanto, estava escalado para a novela "Pantanal". Diante da péssima repercussão, o ator, de certa forma, admitiu que não tomaria mesmo, pois achava já estar imune por ter sido infectado pelo coronavírus no ano passado. Disse, ainda, que deixou claro à TV Globo que, sendo uma condição da casa para trabalhar na novela, tomaria e agendou para dias depois.

Comentários

Últimas notícias