OPINIÃO

Após deixar a Rede Globo, Silvio de Abreu defende José Mayer das acusações de assédio

O autor de novelas disse que foi uma 'demissão injusta e implantada'

Rakeche Nascimento
Rakeche Nascimento
Publicado em 29/10/2021 às 21:54
Reprodução/Instagram
Autor defendeu Jose Mayer após acusações de assédio - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Nesta quinta-feira (28), em entrevista à revista Veja, o autor Silvio de Abreu se manifestou a favor de José Mayer e alegou que a demissão do ator da Rede Globo não teria passado de um “escândalo plantado”. Em 2017, o galã das novelas foi afastado da emissora após ser denunciado por assédio sexual por uma figurinista da casa e começar a surgir outras alegações contra ele.

Silvio revelou que considera a demissão de Mayer algo exagerado pelo o que ocorreu e enfatizou que não concorda com o que ele fez, mas culpou 'grupos feministas' por fazerem pressão para uma demissão forçada de alguém muito talentoso. 

“Minha análise é que foi um escândalo muito mais plantado por grupos do que qualquer outra coisa. Foi uma atitude bastante cafajeste do Zé Mayer, mas sacrificar uma carreira brilhante e útil para a empresa como a dele foi decorrência da baita pressão de grupos que a diretoria recebeu. Naquele momento, fomos obrigados a tomar aquela decisão”, disse ele.

O autor, que agora está na HBO Max, disse que achou a punição 'muito pesada' e ainda tentou fazer com que a emissora desse uma segunda chance para Mayer, mas não obteve sucesso. “Foi tão bem organizado que a novela (‘A Lei do Amor’) acabou na sexta-feira, e no sábado as pessoas já estavam com camisetas onde se lia: ‘mexeu com uma, mexeu com todas’. Já tinha uma coisa armada em cima disso. Existia uma pressão também de vários atores — mas mais de atrizes — pela punição. O Zé Mayer foi um bode expiatório”, defendeu.

“Eu batalhei muito na Globo para que ele tivesse uma segunda chance, mas não tive apoio. Precisaria de um grupo de apoio feminino. Não adiantava juntar um monte de homem para reivindicar isso. Aí seria uma atitude machista. Tinha de ter mulheres, e não consegui. Mesmo entre as que falaram que achavam uma injustiça, nenhuma assumiu isso publicamente”, finalizou ele. 

Recentemente, Betty Farias foi uma das mulheres que saiu em defesa de Mayer.

Comentários

Últimas notícias