DANÇA

Deborah Colker traz seu espetáculo 'Cura' ao Recife em novembro; confira os detalhes

Montagem é inspirada na angústia pessoal da bailarina com seu neto que sofre com epidermermólise bolhosa

Lívia Maria
Lívia Maria
Publicado em 16/11/2021 às 18:21 | Atualizado em 16/11/2021 às 19:03
Leo Aversa/Divulgação
Espetáculo 'Cura', da Cia. de Dança Déborah Colker, estreia em Recife - FOTO: Leo Aversa/Divulgação
Leitura:

Deborah Colker - conhecida por seus balés aclamados pela crítica nacional e internacional - chegará ao Recife em novembro. A bailarina e coreógrafa ocupará o palco do Teatro Guararapes, no Centro de Convenções, nos dias 20 e 21 de novembro com seu espetáculo "Cura".

Com dramaturgia do rabino Nilton Bonder e trilha original de Carlinhos Brown, a montagem é fruto de uma angústia pessoal de Deborah Colker, da busca de uma solução para a epidermólise bolhosa, doença genética incurável que seu neto Théo tem.

Cura começou a ser trabalhado em 2018 logo depois da morte de Stephen Hawking, que fez com que a coreógrafa Deborah Colker percebesse que existiam outras formas de cura, além das que a medicina possibilita.

"Quando foi diagnosticado, os médicos deram a Hawking três anos de vida. Ele viveu mais 50, criativos e iluminados. Entendi o que é a cura do que não tem cura", conta Deborah Colker.

Superação

Dessa forma, Cura vai muito além do aspecto biográfico, trata de ciência, fé, da luta para superar e aceitar nossos limites, do enfrentamento da discriminação e do preconceito. O espetáculo, que teve o trabalho interrompido em 2020 devido à pandemia da covid-19, estreia, coincidentemente, depois de um período em que o debate sobre a ciência se tornou central na vida cotidiana. O adiamento deu ao espetáculo mais um ano de pesquisas, transformações e reflexões.

Segundo Deborah, o retorno aos palcos ressalta a importância de pensarmos que a cura não vem apenas em forma de vacinas ou medicamentos, mas também da mudança na consciência da humanidade. Há dores mostradas no palco, mas há esperança no final.

O espetáculo encerra-se com uma celebração à vida, com alegria. Para a coreógrafa, a mensagem é de que devemos celebrar estarmos vivos.

Os ingressos para Cura custam entre R$25 e R$160 e já estão à venda na bilheteria do Teatro Guararapes e através do Sympla.

Para acompanhar os ingressos das festas mais badaladas, acesse NE10 Ingressos.

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias