PARTO

Entenda o que é violência obstétrica, que acometeu a influenciadora Shantal Verdelho

Termo cresceu mais de 400 % em pesquisas após a repercussão envolvendo o caso de Shantal Verdelho

Samantha Oliveira
Samantha Oliveira
Publicado em 23/12/2021 às 11:26
Reprodução/Instagram
A influenciadora Shantal Verdelho foi vítima de violência - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

Veio à tona na última semana o caso de violência obstétrica que aconteceu com a influenciadora Shantal Verdelho durante o parto. Tudo começou quando um áudio do momento do parto viralizou na web, em que mostra a empresária sendo xingada pelo médico Renato Kalil enquanto dá à luz.

De acordo com a Universa, do UOL, em uma apuração do Google Trends, a repercussão do caso fez com que o termo violência obstétrica aumentasse 440% em dezembro. Esse, inclusive, foi o maior nível de pesquisa nos últimos 17 anos.

Sobre o caso, Shantal Verdelho afirma que irá tomar providências jurídicas contra o médico após a divulgação dos vídeos e áudios. O parto da sua filha, fruto do relacionamento com Matheus Verdelho, aconteceu em setembro deste ano.

Entre os xingamentos, o médico Renato Kalil profere diversos palavrões durante o parto. "Faz força, p*rra, filha da mãe. Viadinha, ela não faz força direito, que ódio. Não se mexe, p*rra", diz o profissional em um dado momento.

O que é violência obstétrica?

A violência obstétrica é um tipo de violação - física ou moral - que acontece com a mulher, mais especificamente na hora do parto. O trauma pode ser tanto físico quanto psicológico, e pode ser cometido por qualquer profissional da saúde.

É necessário compreender que existem vários tipo de violência obstétrica - desde violações contra o corpo da gestante até xingamentos, como foi o caso de Shantal.

Humilhações verbais, menosprezo da dor e necessidades da mulher, uso desnecessário de medicamentos, além de negar o atendimento durante o parto se classificam como negação.

Há também a discriminação contra a gestante, seja pela sua cor, etnia, classe econômica, condições de saúde, entre outros. 

A negligência é outra classificação de violência obstétrica, e se manifesta a partir do momento em que os profissionais de saúde não garantem o atendimento necessário para garantir a saúde da mãe e do bebê.

Por fim, é importante lembrar que a violência obstétrica é um tipo de violência de gênero, que caracteriza uma série de atitudes, no mínimo, desrespeitosas quanto ao corpo e integridade da gestante.

Comentários

Últimas notícias