Festa

Com ingressos esgotados, último dia do Parador bombou com despedida da Nação Zumbi

Nação Zumbi marcou o evento com muita diversão

Agnes Vitoriano
Cadastrado por
Agnes Vitoriano
Publicado em 17/04/2022 às 15:01
Divulgação
Show de despedida da nação zumbi teve participação de Fred Zero Quatro - FOTO: Divulgação
Leitura:

por Luiz Fabiano, especial para o Social1

O Sábado de Aleluia mais parecia uma Terça-feira Gorda no Parador. Com uma super programação, o folião habituado a pular o Carnaval do Recife Antigo curtiu até o último instante a programação do local. O evento começou com show da Banda Eddie, direto de Olinda.

“Baile de Betinha”, “Não vou embora”, “Desequilíbrio” e “Não vou embora” foram algumas das faixas que embalaram o público.

Na sequência, foi a vez de Marcelo Falcão. Artista de alma pernambucana, agradeceu a cidade do Recife diversas vezes ao longo do show de 1h30 que mesclou faixas da carreira solo e hits consagrados do grupo O Rappa, entre eles “Pescador de ilusões”, “Lado b, lado a”, “Alto reverso” e “Súplica cearense”. Depois de Falcão, a Nação Zumbi foi a grande atração da noite.

Após anunciarem uma pausa na carreira da banda precursora do Movimento Manguebeat, Jorge Du Peixe garantiu no palco que esta não era uma despedida.

 

Divulgação
Camarote Parador - Divulgação
Divulgação
Marcelo Falcão - Divulgação
Divulgação
Nação Zumbi - Divulgação
Divulgação
Show do Nação Zumbi - Divulgação
Divulgação
Lula Queiroga participou do show de Marcelo Falcão - Divulgação
Divulgação
Show de despedida da nação zumbi teve participação de Fred Zero Quatro - Divulgação

Ainda assim, a banda fez questão de que todos os fãs matassem as saudades do jejum de 2 anos de pandemia longe dos palcos.

Com participações especiais de Fred Zero Quatro e Cannibal, a Nação Zumbi fez uma verdadeira apoteose do Carnaval ao som de “Maracatu Atômico”, “Samba macossa”, “Um sonho”, “Praieira” e “Cidadão do mundo”.

Lirinha e o Cordel do Fogo Encantado encerraram a noite com chave de ouro. Também com bumbos de maracatu, os pernambucanos relembraram os shows de anos atrás com “Choveu”, “Liberdade a filha do vento” e “Os oim do meu amor”.

 

Comentários

Últimas notícias