POLÊMICA

AMBER HEARD condena perfil de JOHNNY DEPP no TikTok após milhões de seguidores

O ator decidiu abrir o perfil nas redes sociais e recebeu muito apoio dos fãs

Rayane Domingos
Rayane Domingos
Publicado em 08/06/2022 às 13:15
JIM WATSON / POOL / AFP
Resultado da batalha judicial entre Johnny Depp e Amber Heard é mais prejudicial para a atriz - FOTO: JIM WATSON / POOL / AFP
Leitura:

A notícia de que Johnny Depp tinha aberto o perfil no TikTok chamou a atenção da web nos últimos dias. O ator aproveitou para agradecer aos fãs que o apoiaram durante toda a batalha judicial contra Amber Heard, sua ex-mulher.

"A todos os meus apoiadores mais preciosos, leais e inabaláveis. Estivemos juntos em todos os lugares, vimos tudo juntos. Percorremos o mesmo caminho juntos. Fizemos a coisa certa juntos, tudo porque vocês se importavam", disse.

Finalizando a publicação, Depp afirmou que todos vão "avançar juntos" a partir de agora. "Vocês são, como sempre, meus patrões e, mais uma vez, não tenho como agradecer mais. Então, obrigado. Meu amor e respeito".

Quem não se sentiu confortável com a situação foi Amber, que apontou um retrocesso com a decisão da Justiça americana.

Em nota enviada a Revista People, ela afirmou que: "Assim como Johnny Depp está dizendo que seguiu em frente, os direitos das mulheres retrocederam. A mensagem do veredito para as vítimas de violência doméstica é: 'Tenham medo de se levantar e de falar'".

Entenda a batalha judicial de Johnny Depp e Amber Heard

Em um artigo publicado no jornal, Amber acusou Depp de ter sido abusivo durante o casamento que tiveram por quatro anos. Ela denunciou estupros e violência doméstica contra o ator.

A psicóloga, Dawan Hudges, que acompanhou a atriz durante o tratamento relatou um dos depoimentos que Amber fez durante as sessões. "Quando o sr. Depp estava bêbado ou drogado, ele a jogava na cama, rasgava sua roupa e tentava fazer sexo com ela".

Depp processava a ex-mulher por calúnia e difamação. Ele afirmou que juízo que foi prejudicado pelas acusações que ela fez no jornal.

A decisão da Justiça aconteceu no último dia 27, foi a favor de Depp. Amber terá que desembolsar US$ 10,35 milhões de indenização, cerca de R$ 49,4 milhões. Já o ator também foi condenado a pagar R$ 2 milhões, cerca de R$ 9,5 milhões, por ter a difamado.

Comentários

Últimas notícias