VIOLAÇÃO

KLARA CASTANHO: Conselho de Enfermagem visita hospital e intensifica investigações sobre exposição da gravidez; confira detalhes

A atriz foi vítima de uma enfermeira do hospital, que entrou em contato com jornalistas para vender as informações

Rayane Domingos
Rayane Domingos
Publicado em 28/06/2022 às 12:04 | Atualizado em 28/06/2022 às 17:52
@KLARAFGCASTANHO VIA INSTAGRAM
Klara Castanho revelou ter engravidado após estupro e entregue a criança à adoção - FOTO: @KLARAFGCASTANHO VIA INSTAGRAM
Leitura:

*Aviso: essa matéria pode ser sensível para algumas pessoas

Klara Castanho foi vítima de uma série de violências desde o estupro até a exposição do caso de forma descabida. Após sofrer ataques e ser pressionada, a atriz de 21 anos decidiu falar abertamente sobre a situação que passou nos últimos meses.

Antes mesmo de Léo Dias e o próprio Matheus Baldi terem informações sobre o caso, uma enfermeira ameaçou a jovem enquanto ela estava anestesiada. Ela mesma relatou na carta aberta.

A mulher e o marido, que não tiveram os nomes revelados, queriam dinheiro em troca da informação para os jornalistas, além das emissoras RedeTV e Record TV.

COREN-SP se pronuncia sobre o caso

Após pressão das redes sociais, o COREN-SP (Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo) resolveu se pronunciar sobre o assunto. Eles afirmaram que iriam investigar o caso e as pessoas envolvidas.

Nessa segunda-feira (27), o COREN divulgou uma nota afirmando que compareceu ao hospital para apurar com mais rigor os fatos e "aguarda liberação de documentos internos para prosseguir com a apuração dos fatos e identificação dos envolvidos".

"Ainda que a sociedade aguarde respostas imediatas para o caso, é necessário ter cautela para que não haja descumprimento aos ritos formais nem a propagação de mais informações sigilosas, preservando principalmente a vítima dessa situação delicada", informaram.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Coren-SP (@corensaopaulo)

Comentários

Últimas notícias