EITA

BBB 22: Boninho fala pela primeira vez sobre o que pode conversar ou não no reality; saiba mais

O diretor do programa acabou com as fake news que envolviam o tema no reality

Rayane Domingos
Rayane Domingos
Publicado em 17/01/2022 às 13:22
Reprodução/Instagram
Boninho mostra mais spoilers da casa do BBB 22, que será apresentado por Tadeu Schmidt - FOTO: Reprodução/Instagram
Leitura:

As polêmicas envolvendo o BBB 22 já começaram antes mesmo do programar iniciar. Com a estreia marcada para esta segunda (17), o reality vive com algumas dúvidas do público quanto a alguns assuntos que podem ser tratados ou não no programa.

Boninho, o diretor da atração, decidiu falar abertamente sobre o assunto pela primeira vez. Através dos Stories do Instagram, ele revelou que questões sobre política são permitidas. "Depois de 21 anos de Big Brother, existe ainda muita teoria da conspiração. Estava vendo que conseguiram arrumar um manual sobre o que pode ou não pode falar na casa. Na verdade, eles podem falar o que eles quiserem. Podem falar de política, podem falar de qualquer outra marca. Eles podem falar sobre a vida deles e até besteiras! Isso é um problema deles. A gente nunca interfere com isso", disse ele.

Sobre as supostas ordens que aparecem nos monitores que ficam espalhados por todos os cômodos da casa, o diretor foi enfático em dizer que apenas informações sobre as dinâmicas do programa é mostrada. "O que temos é um painel informando quando eles precisam fazer alguma ação: trocar bateria, ir ao confessionário, ir à despensa", contou.

Mas segundo o Splash, do UOL,  tem alguns temas que são proibidos de serem falados no reality. Os participantes são orientados a mudar de assunto quando envolve algo ofensivo ou sensível. A produção orienta que eles encerrem a conversa. Palavras como "ladrão", "racista" e "genocida" são alguns exemplos de termos 'proibidos'.

Entenda as novas dinâmicas do reality

Siga o Social1 no Instagram, Facebook, Twitter e TikTok.

Comentários

Últimas notícias