SONO

O que é MELATONINA? Quais são os benefícios? Entenda tudo sobre o 'hormônio do sono'

A melatonina tem diversos benefícios, mas é mais conhecida por ajudar a melhorar a qualidade do sono

Lívia Maria
Lívia Maria
Publicado em 18/05/2022 às 13:01
Anna Nekrashevich/Pexels
A melatonina é conhecida como o 'hormônio do sono' por ajudar na qualidade do sono - FOTO: Anna Nekrashevich/Pexels
Leitura:

Desde 2021 a melatonina já pode ser encontrada nos balcões de farmácias em doses de até 0,21 mg. Com autorização da Anvisa, o conhecido 'hormônio do sono' passou a ser comercializado no Brasil como suplemento alimentar, mas muitos não sabem exatamente o que é ou para que serve a melatonina.

O que é a melatonina?

Tendo ficado popular por ajudar quem tem dificuldade para dormir, a melatonina é uma molécula reguladora da glândula pineal. De acordo com o nutricionista Jefferson Arruda, especialista em fitoterapia e longevidade saudável, a glândula pineal tem uma atividade metabólica elevada durante o dia, mas à noite ela desliga para que suas funções sejam restauradas.

É nesse processo noturno que a melatonina entra em ação, requerendo a presença de níveis adequados da molécula para que o pleno funcionamento da glândula pineal seja reestabelecido.

“Entre as 21h e 22h começa a haver uma elevação cumulativas dos níveis noturnos de melatonina, chegando ao seu ponto máximo entre meia noite e 1h da manhã”, explica Arruda.

Entretanto, alguns hábitos modernos, além do avançar da idade, fazem com que muitas pessoas passem a produzir menos melatonina, não sendo suficiente para colocar em restauro a glândula pineal. Nestes casos, é preciso entrar com uma suplementação da molécula.

Quais são os efeitos da melatonina?

A melatonina é mais conhecida por ajudar na qualidade do sono. Sua principal atuação é na regulação do ciclo sono-vigília e no ritmo circadiano. Assim, a ingestão de melatonina pode ajudar a dormir com mais facilidade, além de melhorar a qualidade do sono, evitando despertar precoce.

Pessoas que têm insônia sazonal e sofrem dos efeitos de jet lag - quando há uma mudança brusca de fuso-horário - também podem se beneficiar da ingestão da melatonina. Entretanto, médicos pedem cautela no uso e que não se ultrapasse a dose diária recomendada.

Além disso, a melatonina também é um poderoso antioxidante, ajudando na eliminação de radicais livres do organismo e controlando o dano oxidativo. Outros indicativos para o uso da melatonina é no auxílio à imunidade.

Contudo, como a melatonina é natural, algumas mudanças de hábitos na nossa vida já pode ajudar a proteger a produção de melatonina no nosso organismo. Confira as dicas do nutricionista Jefferson Arruda:

  • Mantenha uma rotina de sono;
  • Evite o uso intenso de iluminação artificial antes de dormir;
  • Evite o uso de telefones celulares ao deitar;
  • Evite o consumo de bebidas com cafeína depois das 16h;
  • Reduza o consumo de alimentos pesados à noite.
Reprodução
Melatonina é conhecida como 'hormônio do sono' por ajudar contra insônia - FOTO:Reprodução

Últimas notícias