CUIDADOS COM A PELE

SKINCARE: Qual a quantidade certa de protetor solar? Veja o que dizem os especialistas em dermatologia

O protetor solar tem uma quantidade mínima que deve ser aplicada para garantir sua eficácia

Lívia Maria
Lívia Maria
Publicado em 01/06/2022 às 11:06 | Atualizado em 01/06/2022 às 11:09
Mikhail Nilov/Pexels
O protetor solar é indispensável em todas as estações do ano - FOTO: Mikhail Nilov/Pexels
Leitura:

Em qualquer estação do ano, o uso do protetor solar é indispensável. Mas você sabia que o produtor tem uma quantidade ideal que deve ser aplicada para garantir sua eficácia?

O protetor solar é considerado o melhor produto “anti-idade”, protegendo a pele contra o envelhecimento causado pelos raios solares, ressecamento, lesões pré-cancerosas e até mesmo o câncer de pele. Entretanto, os benefícios do protetor solar podem não ser totalmente aproveitados quando o produto é aplicado de forma incorreta. Por isso, algumas orientações são importantes.

O Fator de Proteção Solar (FPS) descrito na embalagem dos protetores é um importante indicador que deve ser observado pelo consumidor. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), para a população brasileira o indicado é comprar um protetor solar com FPS mínimo de 30. Porém, essa indicação é genérica, devendo assim ser seguida a recomendação individual feita por médicos dermatologistas, após análise das condições da pele de cada pessoa.

Qual a quantidade ideal de protetor solar?

Outro ponto importante é que o cálculo das indústrias do FPS demonstrado nas embalagens é feito a partir de uma quantidade mínima de produto aplicado sob a pele. De acordo com Caio Lamunier, dermatologista do Hospital das Clínicas de São Paulo, a quantidade ideal de protetor solar que deve ser aplicada é de sete colheres de chá para todo o corpo.

"Uma colher de chá para cada um dos quatro membros, duas para o tronco e uma para o rosto", explica o especialista, em entrevista ao site Viva Bem. Segundo ele, a aplicação de uma quantidade menor diminui a eficácia do FPS informado no rótulo.

Além disso, é preciso estar atento que o protetor solar deve proteger contra as radiações UVA e UVB. “A radiação UVA possui intensidade constante durante todo o ano, atingindo a pele praticamente da mesma forma durante o inverno ou o verão. Ela penetra profundamente na pele, sendo a principal responsável pelo fotoenvelhecimento e também influencia no surgimento do câncer”, esclarece o dermatologista Daniel Dziabas, membro titular da SBD.

“Já os raios UVB penetram superficialmente na pele e causam as queimaduras solares. São os principais responsáveis pelas alterações celulares que predispõem ao câncer de pele. Portanto, o bom filtro solar deve ter uma boa proteção UVA e UVB”, afirma Daniel.

Os especialistas afirmam que, em geral, as pessoas tendem a aplicar uma menor quantidade de protetor solar do que o recomendável. Além, claro, de nem sempre medirem o produto com colheres de chá.

Por isso, algumas dicas são interessantes para saber se você está aplicando a quantidade ideal de protetor solar na pele:

  • Aplicar sempre duas camadas de protetor solar no rosto para garantir uma cobertura uniforme do produto sob a pele;
  • Usar a ‘regra dos dedos’: com ajuda dos dedos indicador, do meio e anelar, algumas pessoas aplicam uma quantidade do produto no comprimento dos dedos para medir a quantidade de protetor;
  • Reaplicar o protetor solar após sudorese excessiva ou a cada 3 horas.

Comentários

Últimas notícias