Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

Leão

Carlos Frederico explica renúncia da vice-presidência do Sport

Conselho Deliberativo define nesta quarta-feira o futuro do comando do Executivo

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 16/06/2021 às 7:03
Notícia
ANDERSON STEVENS/SPORT
Carlos Frederico era vice-presidente de Milton Bivar - FOTO: ANDERSON STEVENS/SPORT
Leitura:

O vice-presidente Carlos Frederico renunciou ao cargo no Sport, nessa terça-feira, junto com o presidente Milton Bivar. Procurado pelo Jornal do Commercio e Blog do Torcedor, ele explicou que tomou essa decisão para o novo presidente do Leão ter um suplente que seja aliado. Se tivesse permanecido no posto, Carlos Frederico frisou que o estatuto do clube rubro-negro determina que fosse eleito apenas o presidente para o posto de Bivar.

"O Conselho foi votado. Eleito. E não renunciou. Vai ficar. Se eu não renuncio, a eleição seria apenas para presidente. Imagine o candidato da oposição eleito, me tendo como vice. Imagine, além disso, ele tendo um conselho contrário a ele. Como ele governaria o clube? Uma loucura! As pessoas esquecem disso. Ou fazem de propósito pra tocar fogo no clube. Mas eu não sou obrigado a ficar. Porque querem imputar a mim a obrigação de ficar?", afirmou.

LEIA MAIS

> Conselho Deliberativo se reúne nesta quarta-feira para decidir futuro do Executivo do Sport

> Milton Bivar e Carlos Frederico deixam oficialmente o comando do Sport

> Sem o Sport, clubes da Série A formalizam criação de Liga para organizar Brasileirão

> Torcida do Sport realiza protesto contra possível eleição indireta após renúncia de Milton Bivar

> Everton Felipe usa redes sociais e se posiciona sobre crise política do Sport

Questionado sobre a posição que o Conselho Deliberativo irá tomar na reunião desta quarta-feira, Carlos Frederico preferiu não comentar. Ele reiterou a decisão tomada em prol da boa gestão do próximo presidente do Sport. As renúncias aconteceram pouco mais de dois meses após a eleição no dia 9 de abril. A chapa de situação venceu o principal opositor Nelo Campos com uma diferença de 38 votos.

"Fui eleito para ser vice de Milton. Não de outro. Se ele sai, natural que eu saia. Se vai ser eleição pelo sócio, pelo conselho, ou por onde seja, não é uma responsabilidade minha. Só fiz o que achei ético e correto. Sair para que elejam um presidente e um vice-presidente. Se fico e renuncio depois, o novo presidente estaria só. Não importa quem seja. Estou dando a chance de ele ter o seu parceiro vice-presidente com ele", disse Frederico.

"Nem conselheiro eu sou. Não posso opinar sobre outro poder do clube. A mim cabe obedecer minha consciência e não deixar um “frankstein” no clube: um presidente com um vice indesejável ou sem vice", completou o ex-vice-presidente do Sport.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias