Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

bastidores

Apesar de pressão, Mário Godoy não vai renunciar ao Conselho Deliberativo do Santa Cruz

Ele assumiu a presidência do conselho após a eleição de Joaquim Bezerra, em fevereiro.

Haim Ferreira
Haim Ferreira
Publicado em 19/07/2021 às 15:00
Notícia
FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Godoy cogitou só anunciar sua renúncia no mês que vem, mas foi convencido a permanecer no cargo. - FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

Vivendo um grande crise política e técnica, a novela no Santa Cruz vive mais um capítulo. Após pressão da torcida, surgiu a informação que o presidente do Conselho Deliberativo Mário Godoy iria renunciar. Isto não vai acontecer. A informação foi confirmada pela apuração do Blog do Torcedor.

Ainda nesta segunda-feira (19), o clube irá se pronunciar em nota oficial sobre o assunto. Godoy assumiu o seu posto após a posse de Joaquim Bezerra, em fevereiro deste ano. Ele tinha o desejo de sair do atual posto e aguardaria até a próxima reunião do conselho, que só acontece em agosto, para entregar o cargo.

Um dos principais motivos foram as recentes ameaças de morte de membros de uma torcida organizada. A diretoria do Santa Cruz, no entanto, conseguiu reverter ou, pelo menos, adiar a saída do cartola.

Não é apenas o Conselho Deliberativo que vem sendo pauta de polêmicas no Arruda. Os diretores de Marketing e o Jurídico do Santa Cruz - Felipe Marenas e Johnny Guimarães, respectivamente, entrarão com um processo contra um vídeo anônimo que expunha uma série de acusações sobre a atual gestão. O clipe abordava assuntos como negociação e indicação de cargos, recebimento de propina e ataques pessoais à profissionais da área de comunicação do clube coral.

O Santa Cruz é o lanterna da Série C e precisa de uma campanha milagrosa para não ser rebaixado para a quarta divisão do Campeonato Brasileiro. O clube coral ainda vive problemas financeiros, como meses de salários atrasados. A pressão da torcida é outra questão chave neste momento conturbado. Um exemplo foi a repercussão negativa que a troca do fornecedor de materiais, que era a Cobra Coral (marca própria), para a Volt gerou.

Comentários

Últimas notícias