Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

SÉRIE C

Em função diferente do habituado, "Rei do Acesso" amarga possível rebaixamento com o Santa Cruz

Givanildo Oliveira também projetou seu futuro na Cobra Coral

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 17/09/2021 às 13:44
Notícia
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Givanildo Oliveira, diretor de futebol do Santa Cruz, no Jogo entre o Santa Cruz e o Altos. Partida valida pelo Brasileiro da Serie C no Estádio do Arruda, em Recife (PE), neste sábado, 11 de setembro de 2021. - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Considerado o "Rei do acesso", o ex-treinador Givanildo Oliveira chegou ao Santa Cruz na função de diretor técnico de futebol para contribuir numa reviravolta nesta temporada, já que a Cobra Coral vinha de uma péssima campanha na Copa do Nordeste e eliminações no Campeonato Pernambucano e Copa do Brasil, além de um mau início na Série C com uma derrota e um empate. Mas a alcunha de Givanildo não foi muito efetiva no Campeonato Brasileiro, já que o clube Tricolor vive um momento de rebaixamento iminente.

Lanterna do Grupo A, com 11 pontos, o Santa entra em campo neste domingo (19), às 18h, diante do Tombense. No entanto, pode ter seu rebaixamento para a Quarta Divisão decretado em caso de vitória do Floresta-CE neste sábado (18) sobre o Volta Redonda. Caso a equipe cearense perca, a Cobra Coral vença a equipe de Tombos, lá em Minas Gerais, e a Jacuipense não derrote o Botafogo-PB no domingo (19), o tricolor ainda chega na última rodada vivo.

"É complicado, é difícil, é chato. Mas eu estou em outra profissão, posso dizer assim, e procurando fazer o melhor. Infelizmente até agora não aconteceu. É muito difícil a nossa situação, mas vamos esperar para ver o que acontece. E, daí, pensar no que o Santa Cruz vai fazer no futuro, disputando uma Série que não era para estar nunca. Nem nessa, que está agora, o Santa Cruz deveria estar, pela grandeza do clube, pelo nome, uma série de coisas, mas infelizmente o futebol é assim mesmo", lamentou o diretor Coral.

O futuro, apesar de próximo, ainda está fora de planejamento para a delegação de futebol do Santa Cruz. Após Roberto Fernandes voltar todo o foco da equipe para os dois jogos restantes da Série C, Givanildo repetiu a mesma mentalidade, priorizando o agora e evitando falar de elenco para a Pré-Copa do Nordeste, que irá acontecer na segunda metade de outubro.

"Nós temos dois jogos e vamos cumprir os dois. Ver o que é que dá nesse agora, que é o mais importante, para depois chegar o outro. Quando acabar, nós vamos passar a pensar assim, nessa competição que vem aí e que é muito importante para o lado financeiro do clube. Porque, se você é rebaixado, por exemplo, e depois dá a volta numa Copa do Nordeste, é de uma importância grande", ressaltou.

Ainda sem prever o que pode ser planejado no futuro, Givanildo Oliveira pretende seguir no Santa Cruz para o ano que vem. Isso porque o ex-treinador tem contrato até a metade de 2022 e poderá cumprir a função de diretor técnico de futebol na próxima temporada. Oportunidade para tentar reverter o que aconteceu em 2021, caso a diretoria queira dar seguimento ao trabalho dele. 

"Eu tenho contrato até agosto do ano que vem e pretendo cumprir. Não queria chegar e acontecer um desastre desse. Infelizmente está muito perto de acontecer. Mas eu não tenho na minha cabeça quanto tempo eu vou ficar no Santa Cruz. O clube é que sabe o tempo que vai me querer", contou Givanildo.

Comentários

Últimas notícias