Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

DEU BOM PARA O TIMBU

Náutico ganha causa na Justiça contra Kevyn e lateral terá que pagar indenização ao Timbu

O lateral-esquerdo acabou sofrendo a demissão por justa causa por abandono do emprego

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 23/09/2021 às 13:43
Notícia
BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Kevyn terá que idenizar o Náutico após clube alvirrubro ganhar causa na Justiça - FOTO: BOBBY FABISAK/JC IMAGEM
Leitura:

Com informações de João Victor Amorim, da Rádio Jornal.

A briga judicial entre o Náutico e o lateral-esquerdo Kevyn pode ter chegado ao fim. Isso porque o clube alvirrubro conseguiu vencer a causa sobre o atleta no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e fazer com que ele tenha que indenizar o Timbu pelo abandono do emprego. Em entrevista à Rádio Jornal, o vice-presidente jurídico do Náutico, Bruno Becker, afirmou que já esperava esse desfecho na Justiça.

"Essa notícia não chega ao clube como uma bomba. Pelo contrário. Nós, desde o início, esperávamos esse resultado do processo, que ficasse caracterizado a demissão por justa causa por conta do abandono do emprego do Kevyn e, consequentemente, que ele fosse condenado a idenizar o clube. E foi assim que o Tribunal Regional do Trabalho entendeu. Dessa decisão, obviamente, ainda cabe o recurso para o Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília, mas é mais uma etapa vencida e, agora, o entendimento do tribunal a favor do clube", ressaltou o advogado.

Kevyn chegou a ser um dos destaques do Náutico na campanha da Série B do Campeonato Brasileiro de 2020, sendo um dos homens de confiança de Hélio dos Anjos na reta final da competição, que tirou o Timbu da zona da degola da Segundona. Mas para a temporada 2021, o lateral acabou não se entendendo com o clube e alegou atrasos salariais e o não recolhimento do FGTS para conseguir uma liminar garantindo a rescisão de contrato com o Timbu, que ia até o final desse ano. O atleta deveria ter se apresentado ao Náutico imediatamente, o que não aconteceu.

O valor da indenização ainda não foi divulgado pelo Náutico, que ainda irá fazer os cálculos necessários para realizar a cobrança.

"Em relação ao valor da indenização, nós vamos aguardar a disponibilização da decisão de agora há pouco, do tribunal, e tão logo nós tenhamos acesso, vamos liquidar esse valor. Fazer o cálculo, ver o valor devido e executar", completou Bruno Becker.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias