Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Depois de defender governo Bolsonaro, Romário manda resposta para Haddad nas redes sociais

Troca de críticas foi feita por meio de postagens nas redes sociais

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 13/10/2021 às 17:25
Notícia
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Romário postou resposta a Haddad em suas redes sociais. - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Leitura:

Ex-jogador de futebol e agora Senador pelo estado do Rio de Janeiro, Romário (PL-RJ) voltou a chamar atenção nesta quarta-feira (13). Na semana passada, ele reforçou seu apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido) e o ex-ministro da Educação e candidato à presidência pelo Partido dos Trabalhadores (PT) nas eleições de 2018, Fernando Haddad (PT-SP), fez uma postagem criticando o posicionamento de Romário. O Baixinho, por sua vez, respondeu Haddad. 

>> Romário declara apoio ao presidente Jair Bolsonaro; veja

>> Romário classifica torcida de clube brasileiro como "maluca"

>> Romário abre o jogo sobre Gabigol na seleção brasileira; confira

Romário defendeu o governo Bolsonaro durante uma entrevista ao canal do YouTube "Cara a Tapa". ''Eu faço parte de um partido que, hoje, é Bolsonaro. Eu acho que o Bolsonaro é um presidente que tem feito coisas positivas para o nosso país. Erra em alguns momentos, principalmente com a pandemia. Deixou de ter algumas ações, falou algumas coisas que poderia não ter falado'', afirmou na ocasião. 

Em virtude do dia das crianças, na última terça-feira (12) Fernando Haddad lembrou a criação de um programa para a inclusão de crianças com deficiência quando era ministro da Educação (de 2005 a 2012, nos governos Lula e Dilma) e disse que "é duro ver o pai de uma delas apoiar um governo que essas crianças atrapalham". Mesmo sem citar Romário, entendeu-se que a declaração era direcionada ao Baixinho, que é pai de Ivy Faria, portadora da Síndrome de Down.

Haddad se referiu à declaração feita por Bolsonaro, em janeiro deste ano, afirmando em fala a apoiadores no Palácio do Planalto, que a educação inclusiva "nivela por baixo" e que a presença de alunos com e sem deficiência na mesma classe prejudica toda a turma.

> Siga o Blog do Torcedor no Facebook, no Instagram e no Twitter

Além disso, o próprio Romário respondeu Haddad e disse ser muito grato ao ex-ministro pelo programa BPC na Escola. "Agradeço como pai de uma adolescente com Síndrome de Down e como um senador que luta pelo direito das pessoas com deficiência. Mas isso não me impede de dizer que o país estava assolado pela corrupção e que, agora, o país está melhor em relação a isso", escreveu. 

Romário, porém, ponderou que isso não o impede de criticar o atual governo, como já o fez em outras oportunidades. 

 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Romário Faria (@romariofaria)

 

Comentários

Últimas notícias