Blog do Torcedor - Tudo de Brasileirão, futebol internacional, Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes
Torcedor

Notícias do Brasileirão; de Náutico, Santa Cruz e Sport; e futebol internacional. Fórmula 1, NBA, NFL e todos os esportes com análise, interatividade e opinião

VETADA

Menina é vetada de jogar campeonato por time; entenda o caso

Luiza é titular de time masculino, mas foi vetada de jogar a competição

Manuel Dias
Manuel Dias
Publicado em 22/10/2021 às 14:34 | Atualizado em 22/10/2021 às 14:42
Hesíodo Góes/Seturel-PE
Dois novos espaços fazem parte da sexta etapa de equipamentos do Santos Dumont entregues à população do Recife - FOTO: Hesíodo Góes/Seturel-PE
Leitura:

O futebol feminino ainda está em construção, principalmente no Brasil que ainda não oferece estrutura parecida com o que é para o masculino. O resultado disso aconteceu com Luiza, de 10 anos, que foi impedida de disputar o Campeonato Estadual de Futebol "Professor José Astolphy" pelo seu time.

Luiza é uma pequena guerreira e com pouca idade já é destaque do time masculino. Além disso é titular e única menina do time sub-11 de Ilha Solteira, interior de São Paulo. Na cidade não existe nenhum time com uma equipe feminina da categoria e por isso foi para o time masculino do técnico Marcos Roberto. De acordo com apuração do UOL, o comandante imaginou que ela seria autorizada a disputar o torneio, isso porque nunca teve problemas com colegas.

> Polêmica? Jornal espanhol coloca Corinthians e Flamengo entre os maiores clássicos do planeta; veja a lista

> Gigante narrador brasileiro revela desgosto com Pelé: 'Não idolatro como todo mundo'

> Grande treinador europeu revela dificuldade de treinar Neymar : 'Mais fácil treinar o Lukaku'

Em entrevista ao UOL, o pai da criança, Leomagno dos Santos, achava que tudo daria certo para ela disputar o sonhado campeonato.

''Não tem futebol feminino aqui na categoria dela. Não existe campeonatos femininos da idade dela na nossa região aqui de Araçatuba. Então, ela não consegue competir com as meninas. Sempre quando tem algum torneio é algo interno, aí ela tenta participar junto com os meninos. Ela joga de igual para igual com os meninos. Mas, da idade dela, não existe sub-11 feminino'', disse.

''Ela é titular do time e sonha em se tornar jogadora profissional. O professor chegou até mim e falou que não via problema nenhum em colocar ela nos campeonatos. Por ele já estava certo que ela ia jogar a competição. Passamos toda a documentação dela, e fizeram a inscrição. Junto com a inscrição, ele mandou o ofício explicando que ela é do sexo feminino e pediu autorização. Enviamos para a região de Araçatuba esse ofício, encaminharam ao estado de São Paulo, e responderam que ela não poderia jogar porque não se enquadrava. Foi uma tristeza para todos, e principalmente para minha filha. Ela chorou de soluçar, e nós, familiares, desabamos'', completou.

Secretaria de Esportes de São Paulo

O portal de notícias entrou em contato com a Secretaria de Esportes de São Paulo, que explicou o motivo da menina ser vetada do campeonato.

''O campeonato tem etapas distintas para os gêneros masculino e feminino, bem como a faixa etária. A atleta referida não se enquadra dentro do que prevê o regulamento da competição, o que inviabiliza a abertura uma exceção'', explicou.

Siga o Blog do Torcedor no Facebook, no Instagram e no Twitter

Comentários

Últimas notícias