Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

BRASILEIRÃO

Sport não foi o mesmo de antes e viu o Palmeiras passear em campo

Peças importantes do Leão estiveram apagadas e a equipe não conseguiu o segurar vantagem que abriu no começo da partida

Marcelo Cavalcante
Marcelo Cavalcante
Publicado em 26/10/2021 às 0:58
Notícia
JHONY INÁCIO / ESTADÃO CONTEÚDO
CAPITÃO Felipe Melo teve uma atuação destacada e fez, de cabeça, o gol que garantiu a vitória do Palmeiras sobre o Sport - FOTO: JHONY INÁCIO / ESTADÃO CONTEÚDO
Leitura:

Desde a vitória sobre o Grêmio, o Sport mudou de postura e vinha mostrando um futebol mais seguro, encaixado e organizado. Não venceu todas as partidas, mas evoluiu. No entanto, contra o Palmeiras, Leão voltou a mostrar um futebol desequilibrado, pouco inspirado e acabou sendo derrotado, de virada, por 2x1. Foi o resultado justo, mas o placar poderia até ser mais elástico diante da superioridade do Alviverde. Um revés que esfria qualquer ânimo do torcedor que começa acreditar na saída do time da zona de rebaixamento. Até porque o Leão não tem uma sequência fácil: encara o Bragantino, fora de casa, na quinta-feira, e o Atlético-GO, domingo, na Ilha do Retiro.  

A partida contra o Palmeiras era aquela que o torcedor rubro-negro já contava com derrota diante da superioridade técnica do adversário.  O Sport pareceu que iria contar uma história diferente do que muitos imaginavam. Aos três minutos, Leandro Barcia estufou as redes do goleiro Weverton. O gol cedo deu aos donos da casa a "cutucada" para se ligar no jogo. para dar tranquilidade. 

Mas, mesmo sem saída de jogo, o Leão se postou bem na primeira etapa.  Pelo menos não se mostrou inseguro e se fechou bem na defesa. No entanto, o segundo tempo foi terrível. Recuou demais e só tomou um sacode do Palmeiras porque o ataque alviverde não tava inspirado.  Mas com Luiz Adriano e Felipe Melo, o Porco fe o suficiente para virar o placar.

Em relação time rubro-negros deve-se dizer que Hernanes fez falta. O jogador é a experiência do meio de campo para articular as jogadas de contra-ataques com lucidez. Bárcia fez o gol e deixou o gramado sentindo uma lesão. Gustavo não estava tão seguro quanto nas jornadas anteriores. Disperso, erro passe e tomou decisões equivocadas na partida. Mesmo assim, era destaque, pois nas poucas oportunidades que teve, tentou levar o Leão à frente. 

Mikael... apagado, apagado. Parecia desligado ou jogando em outra rotação.  Na zaga, Rafael Thyere foi um gigante. Por outro lado, Sabino foi mal. Mailson fez boas defesas, mas também vacilou nos gols que tomou. E para completar, as mudanças feitas por Florentin deixou o time ainda mais fragilizado em campo. 

Enfim, o segundo tempo foi um passeio alviverde. Resultado que não surpreende. Mas a postura do Sport em campo não foi a mesma dos últimos jogos. Em São Paulo, foi sem alma, o que é essencial para quem quer se livrar do rebaixamento. 

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Comentários

Últimas notícias