Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

SÉRIE B

Por que o Náutico não vai subir? Veja a resposta de Hélio dos Anjos

Técnico foi questionado sobre os motivos que levaram uma campanha que começou fulminante acabar longe do acesso para a elite nacional

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 10/11/2021 às 21:18
ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Hélio dos Anjos ponderou que a Série B é muito longa - FOTO: ALEXANDRE GONDIM/JC IMAGEM
Leitura:

Com três rodadas para o fim da Série B do Campeonato Brasileiro, o torcedor alvirrubro lamenta o fato do Náutico ter patinado durante a competição e ter perdido uma grande chance de voltar para a Primeira Divisão.  O Timbu foi o time sensação do torneio até a 14ª rodada, quando inclusive era chamado de "Timbatível".

Náutico empata com Confiança e praticamente dá adeus ao sonho de subir para Primeira Divisão

Náutico: consciente da realidade difícil na Série B, Hélio dos Anjos diz que balanço da temporada é positivo

Mas a partir da derrota para o Coritiba, 3x1, no Couto Pereira, pela 15ª rodada, a situação tomou outro rumo. O alvirrubro acumulou cinco derrotas seguidas e o técnico Hélio dos Anjos tomou a iniciativa de deixar o clube. Marcelo Chamusca foi contratado e o Timbu seguiu ladeira abaixo. Hélio reassumiu o comando técnico no jogo contra o Remo pela 26ª rodada.

Veja mais sobre o Náutico no Assunto É Futebol da Rádio Jornal

Houve uma melhora e a esperança do acesso voltou a cativar o torcedor. Mas as últimas apresentações, sobretudo nas derrotas para Brasil de Pelotas (3x2) e Brusque (4x3) comprometeram de novo a campanha. E o empate por 0x0 com o Confiança, na terça (9), no Batistão, em Aracaju-SE, praticamente acabou de vez com as esperanças alvirrubras. 

Diante disso, Hélio dos Anjos foi questionado sobre os motivos que levaram uma campanha que começou fulminante acabar dessa forma. "A competição é muito longa, de dificuldades imensas. Erramos, faz parte do jogo. Quando começamos a temporada não existia nada, probabilidade nenhuma. Disputamos um Campeonato Pernambucano equilibradíssimo e, sendo muito sincero, passamos por cima tecnicamente. Conseguimos um belo calendário (vagas na Copa do Brasil e Copa do Nordeste) para a próxima temporada. Iniciamos o Brasileiro fulminante, com qualidade, com condição, com participação efetiva de todos, sem a presença de público. E tivemos certo desequilíbrio dentro da competição. Somos o oitavo clocado, mas não temos nenhuma equipe na nossa frente com investimento menor que o nosso. Se vão pagar depois... Tenho a consciência de que o Náutico fez o possível em uma temporada adversa", alegou Hélio dos Anjos.  

O Timbu é oitavo lugar na Segundona, com 49 pontos, mas agora só chega aos 58, caso vença seus três últimos jogos, contra Sampaio Corrêa e Avaí (ambos nos Aflitos) e contra o Cruzeiro em Minas Gerais. 

 

Comentários

Últimas notícias