Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

ASSÉDIO SEXUAL

Ex-funcionário do Náutico acusado de assédio troca de advogado pela segunda vez; saiba o motivo

A primeira troca de advogados do ex-funcionário do Náutico acusado de assédio aconteceu na última quarta-feira (24)

Carolina Fonsêca
Carolina Fonsêca
Publicado em 26/11/2021 às 20:40
Sérgio Bernardo/JC Imagem
O ex-superintendente financeiro do Náutico, Errison Melo, acusado de importunação e assédio sexual, trocou de advogado pela segunda vez - FOTO: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Leitura:

O ex-superintendente financeiro do Náutico, Errison Melo, acusado pela ex-diretora da Mulher e de Operações do Náutico, Tatiana Roma, e por uma adolescente de 15 anos, de importunação e assédio sexual, trocou de advogado pela segunda vez.

Na noite desta sexta-feira (26), José Augusto Branco, confirmou à reportagem do Blog do Torcedor que deixou o caso por não ter chegado a um acordo quanto ao valor dos honorários.

Quem assume a defesa de Melo é a advogada Talita Caribé.

O primeiro advogado a representar Errisson foi Luiz Gaião, mas ele deixou o caso alegando incompatibilidade por ser conselheiro do Náutico. Na última quarta-feira (24), Branco assumiu o caso.

O advogado chegou a dar entrevista à Rádio Jornal falando sobre as acusações contra o seu então cliente. 

No início desta semana, Tatiana Roma relatou por meio de um post feito em uma rede social que sofreu importunação sexual por parte de um funcionário do clube.

O funcionário em questão era Errisson Melo, que foi demitido na quinta-feira, como informou o Timbu em nota oficial. Também na quinta-feira, uma nova denúncia veio à tona. 

Desta vez a vítima seria uma menina de 15 anos de idade. 

À reportagem do GE.COM e da TV Globo, a mãe da adolescente e a própria vítima, que tem relação familiar com Melo, relataram como teriam acontecido os episódios de assédio.

A iniciativa de levar o caso à polícia foi tomada após o relato feito por Tatiana Roma.

Ao saber que Errisson havia sido denunciado por importunação dentro do Náutico, a mãe comentou com a filha, que respondeu informando que também tinha sido vítima dele.

Os episódios relatados pela nova denúncia teria acontecido em duas oportunidades. Uma vez quando a menina tinha 14 anos e outra quando ela tinha 15. Em ambas as vezes, a jovem afirma que Errisson tocou em seu corpo.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias