Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol em Pernambuco, do Nordeste, Brasil e do mundo
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, além do futebol nacional e internacional. Com análise, interatividade e opinião

ASSÉDIO SEXUAL

Mais uma denúncia contra ex-funcionário do Náutico por assédio; vítima é menor de idade

A vítima relatou, junto com a mãe, o caso em entrevista ao GE.COM e a TV Globo

Davi Saboya Carolina Fonsêca
Davi Saboya
Carolina Fonsêca
Publicado em 25/11/2021 às 19:27
Notícia
Sérgio Bernardo/JC Imagem
Denúncias de assédio contra Errisson Melo começaram a surgir na última segunda-feira (22). - FOTO: Sérgio Bernardo/JC Imagem
Leitura:

As denúncias de assédio relacionadas a Errisson Melo, ex-superintendente financeiro do Náutico e irmão de Edno Melo, presidente do clube, ganharam mais um capítulo na noite desta quinta-feira (25). Desta vez a vítima seria uma menina de 15 anos de idade. Segundo o GE.COM e a TV Globo, o boletim de ocorrência foi registrado na manhã desta quinta-feira, na Delegacia de Polícia de Crimes contra Crianças e Adolescentes (DPCA), no Recife.

>> Caso de assédio no Náutico: advogado de funcionário classifica acusação como "factoide" e questiona anonimato de outras vítimas

>> Ex-diretora do Náutico acusa funcionário do clube de importunação sexual

>> Presidente do Náutico fala sobre caso de assédio no clube, cita uso eleitoral e oposição reage; ouça

No início desta semana, Tatiana Roma, ex-diretora da Mulher e de Operações do Náutico, relatou por meio de um post feito em uma rede social, nesta segunda-feira (22), que sofreu importunação sexual por parte de um funcionário do clube. O funcionário em questão era Errisson Melo, que foi demitido nesta quinta-feira, como informou o Timbu em nota oficial.

À reportagem do GE.COM e da TV Globo, a mãe da adolescente e a própria vítima, que tem relação familiar com Melo, relataram como teriam acontecido os episódios de assédio. A iniciativa de levar o caso à polícia foi tomada após o relato feito por Tatiana Roma.

Ao saber que Errisson havia sido denunciado por importunação dentro do Náutico, a mãe comentou com a filha, que respondeu informando que também tinha sido vítima dele.

Os episódios relatados pela nova denúncia teria acontecido em duas oportunidades. Uma vez quando a menina tinha 14 anos e outra quando ela tinha 15. Em ambas as vezes, a jovem afirma que Errisson tocou em seu corpo.

>> Náutico tenta fazer o absurdo: transformar assédio em factoide

DEFESA DE ERRISSON

Procurado pela reportagem do Blog do Torcedor, o advogado de Errisson Melo, José Augusto Branco, preferiu não entrar em detalhes sobre o caso. Isso porque foi contratado para defender o ex-dirigente do Náutico na denúncia feita pela ex-diretora do Timbu, Tatiana Roma.

"Tomei conhecimento deste boletim de ocorrência através da TV Globo. Não tomei conhecimento oficialmente. Fui contratado por ele sobre o caso que corre na Delegacia da Mulher. Mesmo se eu for contratado para esse caso também, que só tomei conhecimento pela Globo, nesse específico, eu jamais darei entrevista, pois o procedimento que envolve menor corre em segredo de Justiça total. Isso por questões legais", afirmou.

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O NÁUTICO

Comentários

Últimas notícias