Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

vitória

Em "preparatório" para a Série B, jogador da base decide e Sport vence a Chapecoense

No duelo dos rebaixados, melhor para o Sport contra a Chapecoense na Arena Condá

Robert Sarmento
Robert Sarmento
Publicado em 06/12/2021 às 22:56
Anderson Stevens/Sport
Luciano Juba marcou o primeiro gol dele como jogador profissional do Sport - FOTO: Anderson Stevens/Sport
Leitura:

A partida entre Chapecoense x Sport estava com um jeito de terminar sem gols. No entanto, aos 42 minutos do segundo tempo, Luciano Juba decidiu mudar o resultado da partida e fez o Leão conquistar três pontos contra o lanterna na Arena Condá, nesta segunda-feira (06). Com um chute de fora da área, o lateral aproveitou a oportunidade ao entrar no decorrer da partida e marcou o gol da vitória rubro-negra por 1 x 0. O resultado fez o time pernambucano subir para 37 pontos na tabela. Apesar da pouca diferença na classificação, o jogo serviu para Gustavo Florentín testar o elenco.

>> Grêmio, Bahia, Juventude e Cuiabá: veja o que cada um precisa na última rodada para evitar o rebaixamento

>> Juventude perde do São Paulo e deixa Grêmio ainda com chance de evitar o rebaixamento

Sem mais pretensões na atual edição do Brasileirão Série A, após terem os rebaixamentos confirmados, Sport e Chapecoense prometiam um jogo aberto e com muitas chances claras de gol, tendo a vista até a partida diante do Leão diante do Flamengo. No entanto, não é por acaso que ambos os times fizeram um campeonato ruim e já planejam a temporada de 2022, com avaliações de quem fica ou sai do elenco. Como a diretoria do Sport não quis antecipar as férias dos jogadores, a base dos titulares do clube rubro-negro ao longo da competição segue até a última rodada, com a tendência de algumas oportunidades para pratas da casa. Vale lembrar que o técnico Gustavo Florentín teve o contrato renovado.

Nos primeiros 45 minutos contra o verdão catarinense, o que se viu foi um time aguerrido e com disposição, apesar da situação irreversível na tabela. Com o sistema de marcação funcionando bem, coube a Chapecoense arriscar muito com chutes de fora da área ou em cruzamentos pelos lados do campo. Entretanto, sem grandes oportunidades. Para piorar, o time teve Geuvânio expulso logo aos nove minutos após pisão em Zé Wellison. O lance foi checado no VAR (arbitro de vídeo) e Paulo César Zanovelli da Silva decidiu expulsar o atacante. Mesmo com um a mais em campo, a postura do Sport não foi ofensiva como se imaginava e o ritmo da partida foi lento ao longo da primeira etapa de partida.

Segundo tempo

O Sport voltou com Luciano Juba no lugar de Chico e, logo na primeira chegada ao ataque, ele cruzou para Mikael. O centroavante subiu, cabeceou com perigo, mas a bola foi para fora. Com um jogo ainda em ritmo, o treinador paraguaio optou por dar oportunidades para garotos da categoria de base, servindo como uma avaliação técnica e tática das jovens promessas da Ilha do Retiro. Os jovens atacantes Flávio Souza e Cristiano foram acionados para aumentar a velocidade do confronto, pois ofensivamente o Leão não estava bem na partida. Em determinado momento, os rubro-negros tiveram oito jogadores revelados pelo clube em campo, contando com os mais ‘’veteranos’’ como Maílson e Everton Felipe.

> Sport confirma descumprimento de acordo com Durval; saiba valor e detalhes da dívida

Com as mudanças, ao longo do segundo tempo, o jogo passou a ser muito mais uma preparação para a temporada de 2022. As equipes buscaram vencer, mas o objetivo dos treinadores parecia ser mesmo destacar quem foi bem ou mal no duelo. Nesse aspecto, o Sport funcionou defensivamente. No entanto, os jogadores de meio de campo pouco criaram e a troca de passes na saída de jogo era lenta. Os alas não conseguiram acelerar as jogadas e os atacantes apareceram pouco, tendo Tréllez e Gustavo os mais apagados no setor ofensivo. O que se encaminhava para um empate sem gols, mudou quando Luciano Juba acertou um chute de fora da área e deu números finais ao confronto entre Sport x Chapecoense.

Ficha do jogo

Chapecoense: João Paulo; Ronei, Joílson, Ignácio e Mancha; Moisés Ribeiro (Ryan), Renê Júnior (Busanello) e Marquinho; Mike; Geuvânio e Perotti (Henrique Almeida). Técnico: Felipe Endres.

Sport: Maílson; Ewerthon, Rafael Thyere, Sabino (Cristiano) e Chico (Luciano Juba); José Welison, Marcão Silva (Ronaldo Henrique) e Gustavo Oliveira (Pedro Victor); Everton Felipe, Tréllez (Flávio Souza) e Mikael. Técnico: Gustavo Florentín.

Local: Arena Condá. Gol: Luciano Juba aos 42' do 2°T. Cartões amarelos: Renê Júnior, Mike e Moisés Ribeiro (CHA); Marcão, Zé Wellison, Sabino e Rafael Thyere (SPO). Cartão vermelho: Geuvânio (CHA). 

Árbitro: Paulo César Zanovelli da Silva (MG). Árbitro Assistente 1: Guilherme Dias Camilo (MG). Árbitro Assistente 2: Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE). Quarto Árbitro: William Machado Steffen (SC). VAR: Péricles Bassols Pegado Cortez (SP).

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT

Comentários

Últimas notícias