Blog do Torcedor - Tudo sobre o futebol do Brasil e do mundo, basquete, NFL e todos os esportes
Torcedor

As notícias de Náutico, Santa Cruz e Sport, futebol nacional e internacional. Basquete, NFL, Fórmula 1 e todos os esportes Com análise, interatividade e opinião

CRISE?

Barcelona tem limite salarial negativo na La Liga e valores assustam

O Barcelona foi o único clube da primeira e segunda divisões da La Liga que apresentou um limite negativo

Túlio Feitosa
Túlio Feitosa
Publicado em 14/03/2022 às 11:23
AFP
O Barcelona investiu na janela do inverno europeu - FOTO: AFP
Leitura:

Apesar de ter aberto os cofres para a janela de janeiro, o Barcelona seguirá com uma dor de cabeça financeira para a próxima temporada. Isso porque a La Liga, que organiza o Campeonato Espanhol, divulgou nesta segunda-feira (14) os custos e limites salariais dos times da primeira e segunda divisão.

Dos 42 clubes em questão, entre pequenos e gigantes da Espanha, apenas o Barcelona apresentou um saldo negativo. Os valores assustam, já que o saldo dos Culés é -144 milhões de euros (cerca de R$ 800 milhões negativos).

Com isso, o Barcelona não terá margem para gastar com novos salários de jogadores e, ainda, precisa aumentar as fontes de receitas do clube ou até se desfazer de alguns atletas do elenco para abrir espaço.

 

O clube Blaugrana não estava em maus lençóis até a janela de inverno. O clube tinha o saldo de 97 milhões de euros (cerca de R$ 536 milhões) no mercado de verão, mas passou para -144 milhões após as contratações do início deste ano.

Na última janela de transferências, o clube trouxe Daniel Alves - que estava sem clube -, Ferran Torres - do Manchester City -, Aubameyang - do Arsenal - e Adama Traoré - do Wolverhampton -.

 

"Os valores em negativo do Barcelona significam que estimaram menos perdas do que tiveram. O limite negativo do Barça não significa nada a respeito das contratações desta temporada. Significa que vai estar mais limitado nas seguintes, a não ser que haja ganhos de capital e benefícios", disse Javier Gómez, diretor-geral corporativo de LaLiga.

Comentários

Últimas notícias