vacina

Voo decola do Brasil com destino à Índia para trazer 2 milhões de doses da vacina de Oxford para o País

O transporte do imunizante será feito por um voo da companhia aérea Azul

JC
JC
Publicado em 13/01/2021 às 13:37
Notícia

JUSTIN TALLIS/AFP
Vacinas de Oxford são feitas na Índia - FOTO: JUSTIN TALLIS/AFP
Leitura:

Atualizada às 15h10

Um avião decola do Recife na noite desta quinta-feira (14) com destino à Índia para trazer 2 milhões de doses da vacina de Oxford contra o novo coronavírus para a campanha nacional de vacinação do País. O transporte do imunizante será feito por um voo da companhia aérea Azul. A decolagem está prevista para as 23h.

A informação foi divulgada nesta manhã pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, durante um pronunciamento em Manaus. "Hoje decola o avião para buscar as 2 milhões de doses na Índia. É o tempo de viajar, apanhar e trazer. Já está com a documentação de exportação pronta", afirmou.

Com 15 horas de voo sem escalas, em um trajeto de mais de 12 mil quilômetros, a aeronave sairá do Recife diretamente para a cidade indiana de Mumbai. Segundo a Azul, a aeronave será equipada com envirotainers específicos para garantir o controle de temperatura da carga de acordo com as recomendações do fabricante. O peso da carga é estimado em 15 toneladas.

A volta ao Brasil está prevista para o próximo sábado (16), em que o avião irá pousar no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro, onde as doses serão armazenadas. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina da AstraZeneca será distribuída aos estados brasileiros em até cinco dias após o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que, assim, possa ser dado início à imunização em todo o País, de forma simultânea e gratuita.

Pernambuco começa a distribuir mais de 1,5 milhão de seringas aos municípios

O Governo de Pernambuco começou, nessa terça-feira (12), a distribuir seringas e agulhas para os municípios pernambucanos se prepararem para as duas primeiras fases da campanha de vacinação contra a covid-19. Ao todo, serão distribuídas 1.537.126 unidades, a serem utilizadas na aplicação da primeira dose da vacina. Os insumos serão repassados pelo Programa Estadual de Imunização (PNI-PE) às 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres) até a próxima sexta (15). Ao chegar às Geres, cada cidade ficará responsável por retirar seu quantitativo.

“Tão logo as vacinas cheguem, já estamos preparados, com cronogramas definidos de recebimento de novas seringas, para que, assim que haja disponibilização da vacina, não falte esse insumo fundamental. Vamos avançar e dar condições a todas as pessoas em Pernambuco de serem imunizadas contra o novo coronavírus”, afirmou o governador de Pernambuco, Paulo Câmara.

Atualmente, o Estado conta com 3,9 milhões de seringas e agulhas em estoque. Mais 2,8 milhões estarão disponíveis até o fim deste mês, e outros 7,5 milhões serão distribuídos a partir de fevereiro, totalizando 14,2 milhões de insumos disponibilizados. Na primeira fase da campanha, serão imunizados trabalhadores de saúde, população indígena aldeada, idosos a partir dos 75 anos e idosos a partir de 60 anos internados em abrigos e instituições, totalizando mais de 627 mil pessoas. Já na segunda fase, com público superior a 910 mil, serão beneficiados os idosos entre 60 e 74 anos.

Comentários

Últimas notícias