críticas

Serial killer: Leo Picon questiona se Lázaro Barbosa é fake news para manter pessoas em casa e é criticado

Após reação negativa dos usuários, influenciador digital rebateu xingou as pessoas que o criticaram

Bruna Oliveira
Bruna Oliveira
Publicado em 17/06/2021 às 11:53
Notícia
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Leo Picon rebateu críticas que recebeu após fazer piada com caso Lázaro - FOTO: REPRODUÇÃO/INSTAGRAM
Leitura:

O influenciador digital Leo Picon recebeu diversas críticas na noite dessa quarta-feira (16). Isso porque o ex-MTV fez uma piada com o caso Lázaro Barbosa, serial killer que matou quatro pessoas da mesma família na semana passada no Distrito Federal e encontra-se foragido da polícia. No Twitter, Leo indagou se o terror causado pelo homem não seria falso e estaria sendo utilizado para que as pessoas não saíssem de casa e, assim, fosse evitada uma terceira onda da pandemia da covid-19.

“Verdade que o Lazaro é uma fake news [notícia falsa] para deixar as pessoas com medo de sair de casa e evitar uma terceira onda?”, escreveu o influencer.

No próprio Twitter e outras redes sociais, os usuários reagiram às palavras de Leo. "A noção? Eu odeio ter que vir no Twitter repudiar alguém, mas, Leo Picon, entenda que nem tudo é por link. Faltou uma bela falta de empatia da sua parte com os familiares das vítimas e a população aterrorizada. É fácil fazer brincadeiras dentro de um condomínio né?", escreveu uma usuária da rede social.

 

Outra internauta também fez críticas a Leo. "Sim, Leo Picon, as famílias fingiram que foram atacadas, baleadas, sequestradas, mortas e os polícias estão de férias no mato", digitou.

Após as palavras de Leo repercutirem de forma negativa, ele excluiu a publicação. O motivo dele ter apagado, no entanto, não pareceu ser arrependimento. Logo após o episódio, ele rebateu as críticas que recebeu. "Eu apaguei o tweet, porque eu percebi que tinha gente incomodada, mas fiz uma piada sobre quão assustador é o comportamento desse cara, que dá medo de sair da rua", disse no Instagram.

Ele também fez xingamentos contra as pessoas que o criticaram e debochou da situação. "Quando eu erro, eu reconheço. A piada foi boa? Não foi tão boa, mas aí também...Têm humoristas que estão vivendo disso, de piadas piores que a minha, que eu fiz por hobby", disse Picon aos risos.

Buscas por Lázaro

A perseguição a Lázaro Barbosa, conhecido como o "serial killer do Distrito Federal", entrou no nono dia nesta quinta-feira (17), mobilizando centenas de policiais. Apesar do secretário de Segurança Pública de Goiás, Rodney Rocha Miranda, ter dito nessa quarta-feira (16) que era "uma questão de horas" até a captura acontecer, o homem, suspeito de matar uma família em Ceilândia, segue foragido.

Nessa terça-feira (15), Lázaro fez uma família refém, mas foi surpreendido pela polícia. Houve troca de tiros, mas o suspeito conseguiu fugir novamente. Os três reféns estão bem. Na ação, um policial militar foi atingido de raspão no rosto e encaminhado de helicóptero para o Hospital de Anápolis. O policial recebeu alta e passa bem.

Lázaro é suspeito de assassinar quatro pessoas da mesma família na última quarta-feira numa chácara do DF. Uma quinta vítima teria sido feita em Goiás. Ele ainda é investigado de balear três pessoas no último sábado, também no município de Cocalzinho de Goiás, onde se concentram as buscas. Ele já tem uma condenação por homicídio no Estado da Bahia e é também procurado no DF e em Goiás por crimes de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.

Linha do tempo dos crimes

  • 2007

Preso em Barra Mendes, na Bahia, pelo crime de duplo homicídio, mas fugiu da prisão depois de 10 dias.

  • 2009

Preso no DF pelos crimes de roubo, estupro e porte de arma.

  • 2013

Laudo aponta características de personalidade como "agressividade, ausência de mecanismos de controle, dependência emocional, impulsividade".

  • 2014

Passa para o semiaberto e é beneficiado com trabalho externo.

  • 2016

Foge da unidade prisional do regime semiaberto.

  • Março de 2018

Lázaro é recapturado.

  • Julho de 2018

Foge do Presídio de Águas Lindas de Goiás (GO).

  • 2019

Justiça expediu novo mandado de prisão.

  • 2021

26 de abril: Lázaro teria invadido uma casa no Sol Nascente.

17 de maio: fez uma família refém na mesma região.

9 de junho: teria cometido um triplo homicídio em uma chácara, no Incra 9, em Ceilândia (DF).

10 de junho: rendeu o proprietário de uma fazenda, a filha dele e o caseiro.

12 de junho: Polícia encontra corpo de vítima no Córrego da Cascalheira, localizado no meio da mata entre a BR-070 e a DF-180.

13 de junho: furtou um carro e o abandonou na BR-070, depois, ele continuou a fuga, pela mata.

14 de junho: Polícias do DF e de Goiás fizeram um cerco em 34 propriedades rurais da região e continuaram as buscas

15 de junho: fez três pessoas de reféns e atingiu policial no rosto com disparo de arma de fogo

Comentários

Últimas notícias