Transporte

Após apagão, metrô amanhece com problemas

Todas as linhas do metrô amanheceram paradas

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 18/12/2014 às 8:30
Deco Machado/via twitter
FOTO: Deco Machado/via twitter
Leitura:

Atualizada às 10h28

O metrô também foi afetado pela falta de energia que atingiu toda a Região Metropolitana do Recife nessa quarta-feira (18). Por causa do apagão, os quase 400 mil passageiros que utilizam o metrô precisaram de paciência na manhã desta quinta-feira (18). 

No início desta manhã todas as linhas do metrô estavam paradas, mas por volta das 6h45 a linha Sul, que vai para Cajueiro Seco, em Jaboatão, e a linha Cajueiro Centro voltaram a funcionar normalmente. Mas algumas pessoas utilizam as redes sociais para reclamar que, apesar das linhas estarem funcionando. "Até o presente momento somente o metro de Jaboatão destino Recife está circulando e com pausas maiores de uma estação para outra", afirmou a internauta Wilza Nascimento.

A linha Camaragibe foi a mais afetada e ainda não há previsão para que esta volte a funcionar normalmente. "Um cabo da Chesf caiu sobre a rede de alimentação da linha Camaragibe e tivemos curto-circuito e equipamentos danificados. A equipe de manutenção está no local para mensurar o tamanho do estrago e nós ainda não temos previsão para a linha Camaragibe", disse o assessor da Metrorec, Salvino Gomes.

O Metrorec orienta que os passageiros que estão no Centro peguem o metrô e sigam para a estação do Barro e então optem por um ônibus para ir até Camaragibe. Segundo o usuário do metro Anderson Francisco, há poucos funcionários do metrô avisando sobre o problema. "Fiquei 40 minutos na estação do Barro esperando pelo trem. Só fui saber que a linha estava parada quando uma outra passageira me avisou e agora eu estou atrasado na parada de ônibus esperando para ir trabalhar", afirma.

Com a paralisação das atividades do metro, muitas pessoas procuraram outras alternativas de transporte. Pouco antes das 6h, as paradas da linha TI Aeroporto/Afogados, que realiza um itinerário semelhante ao das primeiras estações da linha, estavam mais cheias do que o habitual. No Cais de Santa Rita, os pontos de ônibus estavam lotados. Segundo o Grande Recife Consórcio de Transportes, montou um esquema que prevê o reforço de linhas de ônibus que atendem ao local para tentar minimizar os transtornos.

A linha 2469 – TI Camaragibe/CDU conta com mais 5 veículos e terá seu itinerário estendido até o TI Barro. Já a linha do Via Livre BRT – 2450 – Camaragibe (Centro) também tem o reforço de 5 coletivos e passa a operar com 23 BRTs. Os usuários também dispõem do BRT 2480 – TI Camaragibe /Derby que circula com 15 veículos. No Terminal Integrado do TIP, outros cinco veículos foram acrescentados na linha 346 – TI TIP (Cond. da Boa Vista), que passará a circular com 17 carros. O Grande Recife lembra que mesmo com o reforço os ônibus não conseguem suprir a demanda do metrô, visto que esse modal chega a transportar 1,2 mil passageiros em um vagão. 

Chico Porto/JC Imagem
Na madrugada de quinta, técnicos trabalhavam na estação Joairam - Chico Porto/JC Imagem
Chico Porto/JC Imagem
No Bongi pode ter se originado o incidente que provocou o clarão e os apagões - Chico Porto/JC Imagem
Deco Machado/via twitter
Apagão em Setúbal, foto enviada após a meia noite - Deco Machado/via twitter
Arnóbio Amorim/via Twitter
Boa Viagem às escuras - Arnóbio Amorim/via Twitter
Montez Junior
Leitor enviou imagem de Candeias - Montez Junior

APAGÃO - De acordo com a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe), a Companhia apenas distribui a energia fornecida pela Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) e que não tem responsabilidade no apagão. A Chesf informou que às 22h53 da quarta-feira (17) um curto-circuito atingiu uma linha de transmissão da subestação Bongi, no Recife, e a subestação Joairam, no bairro do Curado, em Jaboatão. Com o problema, as áreas abastecidas por essas subestação foram afetadas.

Últimas notícias