Apac

Moradores da RMR sofrem com os transtornos causados pela chuva

Sistema meteorológico que atingiu o Grande Recife neste final de semana continua atuando até terça-feira

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 09/03/2015 às 8:45
Foto: Twitter/@edmundo_blj
Sistema meteorológico que atingiu o Grande Recife neste final de semana continua atuando até terça-feira - FOTO: Foto: Twitter/@edmundo_blj
Leitura:

Os moradores do Recife e Região Metropolitana sofrem com os transtornos causados pelas chuvas que caem desde a madrugada de sexta-feira (6). O dia começou com vários pontos de alagamento. Em alguns pontos a água acumulada chega a quase 30cm de altura. Segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac), o sistema meteorológico que atingiu o Grande Recife neste final de semana continua atuando com intensidade no litoral e também na Zona da Mata e Sertão. Mantêm-se o alerta de chuvas fortes para as  primeiras horas desta segunda, com a tendência de menor intensidade à tarde. Até terça-feira está previsto que o sistema continue atuando, mas com  tendência de diminuição.

De acordo com a Apac, nas últimas 24 horas, foram registrados 114 milímetros de chuva na capital, quase a metade da quantidade prevista para todo o mês de março, que é de 233 milímetros. "Chuvas também são esperadas para o Sertão do Moxotó e Agreste Meridional, na faixa que inclui municípios como Buíque, Tupanatinga e Itaíba", informou o meteorologista da Apac, Tiago do Vale. As marés voltam a subir a partir das 18h03 no Grande Recife, por isso, motoristas e pedestres que circulam pelas cidades no período noturno devem tomar cuidado redobrado com o transbordamento de canais.

As pancadas de chuva provocaram alagamentos e trechos congestionados em todo o Grande Recife. Vários internautas e leitores do Jornal do Commercio relataram que pontos da Avenida Dois Rios, no Ibura, e da Mascarenhas de Moraes, na Imbiribeira, foram tomados pela água. O mesmo ocorre na da Avenida Boa Viagem, Conselheiro Aguiar e Domingos Ferreira, principais corredores da Zona Sul.

O meteorologista explica ainda que o sistema meteorológico da Zona de Convergência Intertropical acontece de modo global na região equatorial e está bastante atuante na região que compreende o Norte e o Nordeste do País nesses últimos dias. "O encontro dos ventos do Sudeste com o do Nordeste estão atuando bastante nesta região", explica.  

Para se ter uma ideia, as 14 horas do sábado e as 14h do domingo, choveu no Recife 68 milímetros, o equivalente a 11 dias de chuvas para o período. No mesmo período, choveu com maior intensidade no Cabo, que registrou 128 mm, ou a mesma quantidade de água esperada para 22 dias em março. Também choveu bastante em Jaboatão, com os marcadores registrando 110 mm. Em Camaragibe e São Lourenço choveu 97 mm e 92 mm, respectivamente.  

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias