Manifestação

Movimento Ocupe Estelita realiza evento em favor do tombamento da paisagem do Cais José Estelita

Ato público ocorreu neste domingo (10) e contou com apresentações culturais, roda de conversa, seção de perguntas e respostas para tirar dúvidas do público e show do cantor Otto

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 10/05/2015 às 20:19
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

Cerca de duas mil pessoas, segundo os organizadores, participaram de um ato público, na tarde deste domingo (10), em favor do tombamento da paisagem do Cais José Estelita, no Centro do Recife. Houve apresentações culturais, roda de conversa, seção de perguntas e respostas para tirar dúvidas do público e show do cantor Otto, que veio à cidade especialmente para participar do evento, promovido pelo movimento Ocupe Estelita.

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Roger de Renor - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Alan Sales, repentista - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Edvania Torres, professora da UFPE - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Roger de Renor - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Cesar Barros, arquiteto - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Anisio Brasileiro, reitor da UFPE - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Liana Lins - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Roger de Renor, Otto e Liana Lins - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Katia de França - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Cleiton Barros - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Show de Otto - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Show de Otto - Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

“Nós apresentamos pedido de tombamento da paisagem cultural do Cais ao Ministério da Cultura e Iphan porque entendemos que essa paisagem tem valor cultural e histórico e é de todo brasileiro”, disse a advogada Liana Cirne. “O tombamento vai garantir a preservação do perfil arquitetônico, assegurando a urbanização da área”, completou, afirmando que é possível desenvolver um projeto que seja bom para o empreendedor, mas também para a cidade. O movimento opõe-se ao Projeto Novo Recife, que prevê a construção de 13 torres na área. Liane lembrou que, desde 2013, as Universidades Católica e Federal de Pernambuco (UFPE) apresentaram projeto de urbanização para a área, mas não foram considerados pela Prefeitura do Recife.

O ato atraiu muitos estudantes e professores. O reitor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Anísio Brasileiro, também marcou presença. “A universidade apoia o movimento desde o início, pois não queremos que a cidade seja excludente, mas que garanta os direitos de todo cidadão. Esse projeto de urbanização deve ter a participação de todos”, defendeu.

Natural do Ceará, mas filho adotivo do Recife, o cordelista Alan Sales, expôs sua opinião sobre o projeto Novo Recife em verso e prosa. “Recife nunca foi uma cidade conformada nem nunca será. Defender o Cais José Estelita é uma questão de consciência. Precisamos utilizar os espaços que restam da melhor forma possível.”

Atração mais esperada da noite, o cantor Otto veio ao Recife somente para engrossar o movimento em defesa do Estelita. “Eu me envolvo com toda causa em que o destino da nossa cidade esteja em jogo”, disse. “Estamos lutando pelas próximas gerações, para que minha filha traga meus netos para passear de barco nessa área quando eu não estiver mais aqui.” O cantor ainda arrematou dizendo que não conhece nenhum lugar do mundo onde se permite a construção de 13 torres em uma área histórica.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias