TRÍPLICE VIRAL

Saiba tudo sobre a Campanha de Vacinação contra o Sarampo em Pernambuco

Campanha segue até o dia 25, com Dia D marcado para 19 de outubro

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 07/10/2019 às 8:23
Notícia
Foto: Guga Matos/Acervo JC Imagem
Campanha segue até o dia 25, com Dia D marcado para 19 de outubro - FOTO: Foto: Guga Matos/Acervo JC Imagem
Leitura:

Atualizada às 13h43 da terça-feira (8)

Postos de saúde de todo o Estado já estão abastecidos com a vacina tríplice viral (que protege contra sarampo, caxumba e rubéola) para a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo, que começa nesta segunda-feira (7). De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), Pernambuco recebeu 170 mil doses, já distribuídas aos municípios, para imunizar apenas crianças entre 6 meses e menos de 5 anos que ainda não iniciaram ou não finalizaram o esquema vacinal.

Até 27 de setembro, 731 casos suspeitos de sarampo foram registrados no Estado: 242 foram descartados, 23 confirmados e os demais estão em investigação. Em agosto, um bebê de sete meses morreu em Taquaritinga do Norte, no Agreste do Estado, vítima da doença.

Nesta fase da campanha, que segue até o dia 25, com Dia D marcado para 19, a vacinação será voltada exclusivamente para os pequenos. Segundo a SES, a primeira dose da tríplice viral deve ser aplicada em todas as crianças que têm entre 6 e 11 meses, a segunda aos 12 meses e, por fim, a terceira deve ser ministrada em meninos e meninas aos 15 meses. A pasta lembra ainda que, a partir dos 2 anos, se a criança não tiver iniciado o esquema vacinal, as doses devem ser aplicadas com intervalo de um mês entre elas. No dia 18 de novembro começará a segunda etapa da campanha, direcionada a adultos entre 20 e 29 anos que não estejam com a vacinação em dia.

RECIFE

Na capital, 170 postos estarão aplicando as vacinas, mantendo o horário de atendimento estendido em nove unidades. “Desde o início de setembro, de segunda a sexta, a cada dia, pelo menos duas unidades de saúde mantêm as salas de vacinação abertas das 8h às 21h, fechando uma hora para almoço”, informou a Secretaria de Saúde do Recife. A lista dos postos de saúde está disponível para consulta no site www.recife.pe.gov.br. Até o momento, foram confirmados no Recife três casos de sarampo e outros 67 ainda estão em investigação.

Na última sexta-feira, a estudante Maria Luísa de Oliveira, 20 anos, voltou à Policlínica Lessa de Andrade, na Madalena, Zona Oeste do Recife, depois de um mês, para tomar a segunda dose e o processo foi simples e rápido. “Eu acredito na importância da vacinação, não só por mim mas pelas pessoas que estão perto de mim.”

Para outros, não foi tão simples. A psicóloga Kécia Melo, 37, passou a semana tentando cumprir vacinar o filho de 6 meses. “Fui a dois postos e não não tinha ninguém para aplicar”, reclamou. A mãe foi três vezes ao Hospital dos Servidores do Estado e uma ao Posto de Saúde da Família União das Vilas, no Espinheiro, Zona Norte. Todas sem sucesso.

A Secretaria de Saúde do Recife disse que o técnico de enfermagem da União das Vilas estava de férias e a recomendação era que os pacientes procurassem outra unidade. Já o Instituto de Recursos Humanos (IRH) do governo do Estado respondeu em nota que "o Hospital dos Servidores do Estado dispõe de posto de vacinação, credenciado pela Prefeitura do Recife, onde estão disponíveis, das 7 às 16 horas, todas as vacinas do calendário vacinal do Ministério da Saúde, incluindo a contra o sarampo."

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias