ATRAÇÃO

Farol turístico chama atenção de visitantes em Porto de Galinhas

O farol, localizado no Munganga Bistrô, têm recebido de 130 a 150 visitantes diariamente

Amanda Rainheri
Amanda Rainheri
Publicado em 08/01/2020 às 15:54
Notícia
Divulgação
FOTO: Divulgação
Leitura:

Aberto há cerca de duas semanas e ainda em modelo "soft open" de funcionamento, o farol turístico construído no Munganga Bistrô, em Porto de Galinhas, Litoral Sul pernambucano, já tem chamado atenção dos turistas e visitantes de um dos destinos mais badalados do Estado no verão. Em média, a torre de 14 metros que proporciona uma vista 360º de Porto de Galinhas, no município de Ipojuca, recebe de 130 a 150 visitantes por dia.

Vinda de Araraquara, no interior de São Paulo, a estudante Cibelle de Souza, de 22 anos, aproveitou o último dia de estadia em Porto, nesta quarta-feira (8), para conhecer o local. "Já é a terceira ou quarta vez que tiro férias aqui, porque a família da minha mãe é de Recife e achei maravilhosa a novidade do farol. A vista é deslumbrante. Isso aqui é a obra-prima de Deus. Não poderia ter escolhido melhor para minha despedida de Porto de Galinhas."

Pernambucana, a servidora pública Mariana Cirne, 38, vive há 12 anos em Brasília, mas não deixa de tirar férias na terra Natal. Porto de Galinhas faz parte do roteiro de viagem da família todos os anos. "É um lugar maravilhoso, que sempre oferece uma ótima estrutura aos turistas. Eu já conhecia o restaurante, com essa novidade do farol eu trouxe todo mundo, porque daqui dá pra ver os desenhos dos corais. Pra mim, foi bem especial", diz ela, que está hospedada com a família em Muro Alto.

O ingresso custa R$ 15 e R$ 7,5 (meia) e dá direito a permanência de 20 minutos. O funcionamento vai das 11h às 18h. "Nossa ideia era oferecer mais uma opção aos turistas que vêm a Porto de Galinhas. Quando eles pesquisam sobre o lugar, as imagens que eles vêem são aquelas belíssimas fotos aéreas, mas quando chegavam aqui não tinham aquela vista", argumenta o empresário Ricardo Barreto, proprietário do Munganga Bistrô.

Divulgação
Do alto, uma vista arrebatadora das piscinas naturais e arredores de Porto - Divulgação
Divulgação
Ideia surgiu da paixão dos empresários Carol Vasconcelos e Ricardo Barreto por faróis - Divulgação
Divulgação
Acesso se dá por elevadores. Entrada custa R$ 15 e R$ 7 (meia-entrada) - Divulgação
Divulgação
Farol de 14 metros de altura é novidade de Porto de Galinhas nesta temporada - Divulgação
Divulgação
Farol está instalado dentro da área do Muganga Bistrô - Divulgação

Opção cultural

À noite, o local fica iluminado, como um verdadeiro farol, o que torna o espaço uma alternativa também para a vida noturna da cidade. "Porto de Galinhas já teve uma vida noturna mais agitada há poucos anos. Com a crise, isso acabou se perdendo um pouco", comenta Barreto, que vive há mais de 20 anos em Ipojuca. Até o fim de janeiro, a torre deve receber também um restaurante no interior, em uma área climatizada, também com vista de 360º.

E não é só isso. O térreo do farol também é um espaço cultural, onde estão expostas obras do artista Gilberto Carcará, conhecido por esculpir as famosas galinhas de Porto. No local é possível ver e até mesmo comprar algumas das pinturas do artista plástico. Barreto ainda tem planos de instalar um projetor no térreo, para passar aos turistas informações sobre as obras de arte e sobre a história de Porto de Galinhas.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias