Violência

Adolescente é suspeito de esfaquear e matar a avó de 71 anos no Sertão

Idosa foi encontrada com uma facada no peito esquerdo. Outro homem também foi ferido. Adolescente foi apreendido

JC Online
JC Online
Publicado em 22/11/2017 às 8:05
Foto: Divulgação/SES
Idosa foi encontrada com uma facada no peito esquerdo. Outro homem também foi ferido. Adolescente foi apreendido - FOTO: Foto: Divulgação/SES
Leitura:

Um adolescente de 15 anos é o principal suspeito de matar a própria avó, uma idosa de 71 anos, na cidade de Mirandiba, no Sertão de Pernambuco. A senhora, que criou o jovem, foi encontrada com uma facada no peito. Um outro homem também foi esfaqueado durante a confusão.

De acordo com o registro da ocorrência na Delegacia de Salgueiro para onde o caso foi levado, o crime aconteceu por volta das 18h40 dessa terça-feira (21). Ainda não se sabe qual a motivação do crime, mas a idosa foi morta com um golpe de faca peixeira no peito esquerdo.

Durante a confusão, um homem, que seria parente da idosa, também ficou ferido ao ser esfaqueado na região abdominal. Ele foi socorrido e submetido a uma cirurgia no Hospital Regional Inácio de Sá, em Salgueiro.

Ao chegar na casa onde a idosa foi morta, a Polícia Militar isolou a área para preservar a cena do crime e acionou o Instituto de Criminalística para a realização da perícia que deve ser utilizada para a investigação do caso.

Apreensão

O adolescente foi encontrado nas proximidades da casa de um amigo na cidade de Mirandiba para onde o suspeito fugiu após a confusão. O Conselho Tutelar da cidade acompanhou o rapaz até a delegacia de Salgueiro.

O adolescente deve ser apresentado ao juíz de Salgueiro ainda nesta quarta-feira (22). Na audiência, a Justiça decidirá se o jovem será internado em uma unidade da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) ou se aguardará o processo em liberdade.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias