Ibura

Jovem de 21 anos é morta a tiros em praça na Zona Sul

Policiais militares que estavam no local do crime receberam informações que o autor seria o ex-companheiro da vítima

Maria Eduarda Bravo
Maria Eduarda Bravo
Publicado em 10/08/2019 às 16:43
Notícia
Foto: Reprodução/TV Jornal
Policiais militares que estavam no local do crime receberam informações que o autor seria o ex-companheiro da vítima - FOTO: Foto: Reprodução/TV Jornal
Leitura:

Gabriela Lima de Oliveira, de 21 anos, foi morta a tiros na noite da última sexta-feira (9) na Praça Amantes das Flores, localizada no bairro do Ibura, na Zona Sul do Grande Recife. Segundo informações apuradas pela TV Jornal, a vítima foi encontrada com duas lesões geradas por arma de fogo, na cabeça.

Policiais militares que estavam no local receberam informações de que o autor seria o ex-companheiro de Gabriela, que fugiu após a ação, mas ainda não se sabe quem ele é.

Até o momento, ainda não foram confirmados o suspeito e a motivação do crime. A Polícia Civil de Pernambuco vai investigar o caso.

Ainda de acordo com a TV Jornal, o velório e o enterro de Gabriela vão acontecer no município de Feira Nova, na Zona da Mata Norte de Pernambuco.

Confira a nota na íntegra da polícia:

A Polícia Civil de Pernambuco informa que está investigando o homicídio que vitimou GABRIELA LIMA DE OLIVEIRA, de 21 anos. O fato aconteceu ontem (9), na av. Rio São Francisco, na Praça Amantes das Flores, no bairro do UR 01 Cohab, no Recife. De acordo com informações iniciais, a vítima foi encontrada com duas lesões geradas por projéteis de arma de fogo, na cabeça. Policiais Militares que estavam no local receberam informações de que o autor seria o ex-companheiro de Gabriela, que fugiu após a ação, mas ninguém soube informar o nome dele. Foi instaurado inquérito policial para apurar o caso, identificar o suspeito e a motivação do crime.

#UmaPorUma

A violência contra a mulher é constante e frequentemente acaba em tragédia. Existe uma história para contar por trás de cada feminicídio, em Pernambuco. O especial Uma por uma contou todas. Em 2018, o projeto mapeou onde as mataram, as motivações do crime, acompanharam a investigação e cobraram a punição dos culpados. Um banco de dados virtual, com os perfis de vítimas e agressores, além dos trágicos relatos que extrapolam a fotografia da cena do crime. Confira o especial Uma por Uma.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias