agreste

Promotor é morto com 20 tiros em Itaíba

A vítima foi encontrada dentro do seu carro, na PE-300

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 14/10/2013 às 10:40
Leitura:

Atualizada às 17h23

Um promotor foi assassinado dentro do próprio veículo na rodovia PE-300 em Itaíba, no Agreste de Pernambuco. O crime ocorreu na manhã desta segunda-feira (14), por volta das 9h. A execução foi confirmada pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e a vítima foi identificada como Thiago Faria Soares, 37 anos.

Infográfico

Município de Itaíba

De acordo com a polícia, o promotor tinha saído de casa, em Águas Belas, também no Agreste, e se dirigia ao trabalho quando foi assassinado. Ele dirigia o veículo e estava acompanhado da noiva, Mysheva Freire Ferrão Martins, e um tio da moça, Adautivo Elias Martins, quando outro carro se aproximou e vários homens efetuaram os disparos.

Ainda segundo a polícia, a parceira do promotor teve ferimentos leves, se atirando do carro ainda em movimento. O tio escapou se abaixando no banco de trás. 

Em comunicado divulgado no final da manhã, o governador do Estado, Eduardo Campos, informou que se reunirá, em seu gabinete, ainda nesta segunda-feira, às 18h, com o procurador-geral do MPPE, Aguinaldo Fenelon, para tratar das providências que serão tomadas na investigação do assassinato do promotor Thiago Faria. O governador e o MPPE tratam o caso como prioridade. 

Em nota, Aguinaldo Fenelon falou que Thiago era um "profissional brilhante e competente". "Estamos de luto e inconformados com o brutal e covarde assassinato", disse Fenelon. O procurador-geral do MPPE seguiu para Itaíba, logo que foi informado sobre o crime. 

Já a Secretaria de Defesa Social (SDS), em nota enviada no início desta tarde à imprensa, comunicou que já mobilizou as polícias Civil e Militar de cidades do Agreste e Sertão para prender os bandidos que assassinaram o promotor. O texto ainda informa que dois delegados e um helicóptero da SDS já foram enviados até o município para auxiliar nas buscas.  O caso de Thiago está sendo tratado como crime de execução.

Segundo o advogado e conhecido da vítima, Márcio Costa, Thiago era uma pessoa tranquila e todos gostavam dele em Itaíba. "Ele era uma boa pessoa, mas era conhecido por ter pulso firme em alguns casos em que estava à frente", afirmou.  Apesar da suspeita, a polícia ainda não confirmou que o crime tem relação com o trabalho exercido por Thiago.

Thiago estava de casamento marcado. A união com a advogada Mysheva Ferrão Martins iria acontecer no próximo dia 1º de novembro, em Águas Belas, cidade vizinha a Itaíba, onde o casal morava.

O sepultamento do corpo do promotor deve ser realizado na cidade do Rio de Janeiro, terra natal da vítima.

PERFIL - Thiago era formado em direito pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e é autor de pelo menos três livros jurídicos. Ele também era professor de cursos preparatórios para concursos. Thiago foi nomeado promotor em dezembro de 2012 e tomou posse do cargo em janeiro deste ano, no Agreste pernambucano.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias