FESTIVAL DE CINEMA

Sem prêmio para Aquarius, resultado de Cannes surpreende

Brasileiro João Paulo Miranda recebeu menção honrosa de melhor curta

JC Online
JC Online
Publicado em 22/05/2016 às 16:10
Foto: Reprodução
Brasileiro João Paulo Miranda recebeu menção honrosa de melhor curta - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

A 69ª Palma de Ouro do Festival de cinema de Cannes, na França, não veio para o longa Aquarius, do pernambucano Kleber Mendonça Filho. Durante a cerimônia neste domingo (22), o prêmio foi entregue ao diretor Ken Loach pelo filme "I,Daniel Blake", que retrata o sisetam de saúde britânico. Entre as categorias em que concorriam brasileiros, o único destaque vai para João Paulo Miranda, que recebeu menção honrosa pelo curta "A Moça que Dançou com o Diabo".

O prêmio de melhor atriz, que gerou expectativa pela atuação da brasileira Sônia Braga em Aquarius, ficou com a filipina Jaclyn Rose, pelo filme Ma'Rosa, de Brillante Mendoza. Já o melhor roteiro ficou com o diretor iraniano Asghar Farhadi pelo filme "The Salesman", que também angariou o prêmio de melhor ator pela atuação do iraniano Shabad Hosseini.

A Caméra d'Or foi entregue para o filme Divines, de Mouda Benyamina, exibido na Quinzena dos Realizadores.

O ator Jean-Pierre Léad recebeu a Palma de Ouro de Honra do Festival de Cannes 2016. Durante discurso ele citou Glauber e François Truffaut entre seus diretores preferidos.

O documentário “Cinema Novo”, de Eryk Rocha, ganhou o “Olho de Ouro” do Festival de Cannes.



Últimas notícias